Muitas vezes, idealizar nos traz muito mais desejo do que produzir algo concreto, não? A mente humana, frequentemente, trabalha assim. Um desses exemplos de amores inacabados no mundo automotivo talvez seja o Porsche 919 Street, exposto nesta semana no Salão de Munique, na Alemanha.

Era para ser um carro de rua baseado no Porsche 919 Hybrid, que venceu as 24 Horas de Le Mans entre 2014 e 2017. Mas a fabricante alemã desistiu de produzir um modelo de produção e, infelizmente, a possível pérola se tornou um mero carro-conceito na história — nada novo para a Porsche, se pensarmos na van elétrica Vision Renndiest e no elegante Vision Spyder.

publicidade
Porsche 919 Street
Traseira do Porsche 919 Street: supercarro poderia ser um novo clássico da fabricante alemã (Imagem: Stefan Baldaulf e Guido ten Brink/Auto Evolution)

De qualquer forma, o 919 Street (apesar do péssimo nome) seria um bem enorme no portfólio da fabricante alemã. Mesmo porque, quando se trata de super ou hipercarros, os germânicos não têm ido tão bem quanto em outras épocas. Em tempos recentes, as exceções são o Carrera GT e o 918 Spyder — e, ainda assim, o último parou de ser produzido há seis anos.

Visual contemporâneo e motorização “à imagem e semelhança” do 919 Hybrid

Embora tenha sido desenvolvido em 2017, o Porsche 919 Street segue contemporâneo. Não é algo incomum: a Tesla, por exemplo, revelou o Roadster no fim do mesmo ano, mas só vai lançá-lo em 2023. Ou seja, os primeiros clientes receberão um design já antigo, o que faz os quatro anos do Porsche não parecerem muita coisa.

O protótipo atualmente em exibição no Salão de Munique é um modelo feito de argila, mas por baixo da carroceria há um sofisticado trabalho de engenharia. Afinal, é o mesmo monocoque de fibra de carbono do 919 Hybrid, alimentado pelo mesmo potente trem de força híbrido de quase 900 cavalos. Até a distância entre-eixos (4,6 m de comprimento, 1,9 m de largura e 1,1 m de altura) foi mantida “à imagem e semelhança” do vitorioso LMP1.

Porsche 919 Hybrid nas 6 Horas de Nurburgring, em 2017
Porsche 919 Hybrid nas 6 Horas de Nurburgring, em 2017: o carro que “emprestou” seu chassi para o 919 Street (Oskar Schuler/Shutterstock)

Uma diferença visual em relação ao protótipo do Mundial de Endurance é a ausência da barbatana central. Os arcos também foram suavizados. Fora isso, as linhas do design são as mesmas.

No fim das contas, a Porsche achou que o 919 Street era muito extremo e não levou o projeto a cabo. Se fosse à rua, o supercarro provavelmente iria bater de frente com a Ferrari SF90 Stradale. Como isso nunca aconteceu, fica para os sonhos do entusiasta automotivo.

Via Auto Evolution

Crédito para imagem principal: Stefan Baldaulf e Guido ten Brink/Auto Evolution

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!