Marcia Lucas, editora dos três longas originais de ‘Star Wars‘ – e vencedora do Oscar por ‘Episódio IV – Uma Nova Esperança’, afirmou não ser fã e criticou veementemente os filmes da era Disney, assim como a presidente do estúdio Lucasfilm Kathleen Kennedy e o diretor J.J. Abrams – responsável por dois longas da mais recente trilogia [CUIDADO: SPOILER A SEGUIR].

A cineasta foi entrevistada pelo escritor entusiasta de bastidores J.W. Rinzler no livro recentemente publicado ‘Howard Kazanjian: A Producer’s Life’. Em conversa com o falecido autor, ela não conteve os sentimentos em relação aos filmes da Disney, lançados entre 2015 e 2019, e afirmou que os nomes por trás das produções estreladas por Daisy Ridley “não entendem nada” da história original de George Lucas.

publicidade

Em um trecho do livro compartilhado por meio do Twitter pela conta “Jedi scum”, Lucas disse que a escolha de matar Han Solo e Luke Skywalker a deixou “especialmente chateada”. Vale ressaltar que a conversa entre Rinzler e a editora ocorreu entre os lançamentos de ‘Episódio VIII: Os Últimos Jedi’ e ‘Episódio IX: A Ascensão Skywalker’ – ou seja, entre 2017 e 2019.

star wars
Rey (Daisy Ridley), Finn (John Boyega), Poe Dameron (Oscar Isaac) em cena de ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’ (2019). Imagem: Lucasfilm/Divulgação

“Eu gosto de Kathleen [Kennedy]. Sempre gostei dela”, inicia Lucas no trecho da obra escrita por Rinzler. “Ela sempre foi muito inteligente e muito brilhante. Mulher realmente maravilhosa. E gosto do marido dela, Frank. Eu gostei muito deles. Agora que ela dirige a Lucasfilm e faz filmes, parece-me que Kathy Kennedy e [o diretor] J.J. Abrams não tem ideia sobre ‘Star Wars’. Eles não entendem”, declarou Lucas.

“Quando vi aquele filme em que matam Han Solo, fiquei furiosa. Fiquei furiosa quando mataram Han Solo. Absolutamente, positivamente, não havia razão para isso. Eu pensei: ‘você não entende a história Jedi. Você não entende a magia de Star Wars’. Como você está se livrando de Han Solo?'”, questionou a editora.

“Eles fizeram Luke se desintegrar [também]”, continua Lucas. “Eles mataram Han Solo. Eles mataram Luke Skywalker. E eles não têm mais a Princesa Leia. E eles estão lançando filmes todos os anos. E eles acham que é importante atrair o público feminino, então agora sua personagem principal é essa mulher, que deveria ter poderes Jedi, mas não sabemos como ela conseguiu poderes Jedi, ou quem ela é. É uma merda. As histórias são terríveis. Simplesmente terrível. Horrível. Você pode me citar. J.J. Abrams, Kathy Kennedy, [podem vir] falar comigo”, comentou a editora.

Após a aquisição da Lucasfilm pela Disney, a “casa do Mickey Mouse” reviveu a franquia ‘Star Wars’ com um novo filme em 2015: ‘Episódio VII: O Despertar da Força’. Dirigido por Abrams, o longa foi amplamente saudado como uma adição empolgante à série com uma história clássica e novos personagens intrigantes como Rey e Finn. Desde então, no entanto, a recepção do público ao restante da trilogia tornou-se muito mais dividida.

Salvo a série ‘The Mandalorian’ (exclusiva do Disney+) e o prequel ‘Rogue One: Uma História Star Wars (2016)’, as produções da Disney tornaram-se verdadeiramente polêmicas, a começar com o lançamento do ‘Episódio VIII: Os Últimos Jedi’ (2017), de Rian Johnson, que em grande parte inverteu o roteiro sobre o que muitos acreditavam ser o futuro da franquia.

Além de alterar drasticamente a caracterização do herói Luke Skywalker (Mark Hamill), o longa foi se recusou a responder a perguntas candentes que os fãs tinham após ‘O Despertar da Força’. Mesmo sendo considerado por muitos o melhor produto da nova trilogia, ‘O Último Jedi’ continua profundamente polarizado. O final da saga em 2019, com o ‘Episódio IX: A Ascensão Skywalker’, não foi muito melhor em relação às polêmicas, mesmo com Abrams de volta ao comando.

Hoje em dia, os novos filmes de ‘Star Wars’ da Disney não têm a reputação excelente que o estúdio certamente esperava. De qualquer forma, caso haja interessa, o livro ‘Kazanjian: A Producer’s Life’ de Rinzler, que também foi um ex-editor executivo da Lucasfilm, foi lançado em 14 de setembro de 2021 e pode ser encontrado à venda.

Leia mais:

Fonte: IndieWire e Screenrant

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!