A Mercedes-Benz deu início às obras do Centro de Testes Veiculares (CTVI) em Iracemápolis, interior de São Paulo. Concebido em parceria com a alemã Bosch, o centro ficará no Campo de Provas da Mercedes-Benz do Brasil e abrigará pistas para avaliações de segurança veicular, eficiência energética e tecnologias de assistência ao motorista.

A Mercedes investiu um total de R$ 94 milhões no CTVI e planeja oferecer a locação para outras fabricantes e empresas de autopeças. De acordo com a montadora, o centro, cujas obras começaram em agosto, deve ficar pronto no primeiro semestre de 2022.

publicidade

“Ao disponibilizar essa nova estrutura para outras empresas do setor automotivo, contribuímos para o desenvolvimento da indústria automotiva brasileira. Com o importante diferencial de que toda a estrutura estará concentrada em um único local, otimizando processos e assegurando ganhos de eficiência, agilidade e produtividade, com segurança e confiabilidade”, disse Karl Deppen, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, em comunicado à imprensa.

CTVI da Mercedes em Iracemápolis
Mercedes/Divulgação

Centro de testes terá oval de 2,6 km

Com a construção do Centro de Testes, a Mercedes pretende equiparar a estrutura de testes no Brasil às existentes em países como Estados Unidos e Japão. Desta forma, testes para controle de chassi, como o programa eletrônico de estabilidade e frenagem automática, devem ser realizados no país.

Atualmente, o Campo de Provas da Mercedes em Iracemápolis conta com 17 pistas: 14 para verificação de durabilidade estrutural, uma de acústica, uma de terra e um circuito em asfalto para avaliação de conforto térmico. O CTVI terá mais cinco, incluindo uma pista oval de 2,6 km e outra mista de 1,6 km para testes de dirigibilidade.

O espaço terá ainda boxes e escritórios individualizados para protótipos de veículos em desenvolvimento. “O CTVI nasce com um forte propósito de oferecer sua moderna e completa infraestrutura a todas as empresas do setor automotivo”, diz Andreas Hueller, gestor da construção e operação do CTVI. “A busca pelo Centro de Testes tem se intensificado e já mantemos conversas com diversos interessados”, acrescentou.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!