A disputa pelos restos de dois protótipos dos ônibus espaciais russos está cada vez mais curiosa: eles estão atualmente em um galpão do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. A Rússia quer repatriar e restaurar essas relíquias, mas vem enfrentando resistência do dono do local, Dauren Musa.

De acordo com o site Futurism, Musa sinalizou a possibilidade de abrir mão de um dos protótipos, mas ele quer algo bem específico em troca: o crânio do último Khan cazaque, Kenesary Kasymov.
Ele é considerado herói no país por ter liderado uma rebelião contra as tentativas do Império Russo de colonizar a região na década de 1840.

publicidade

Não se sabe como os ônibus espaciais foram parar no Cazaquistão, mas o país foi o último a se separar da Rússia depois da queda da União Soviética, e Musa pode ter comprado as espaçonaves legalmente.

O maior obstáculo para o fim da disputa nem é a excentricidade do pedido. Embora as pistas sobre o destino final de Kenesary Kasymov levem à cidade de São Petersburgo, as autoridades russas admitem que não sabem o que foi feito da cabeça dele.

Pelo jeito, quem quiser ver essas relíquias de perto vai ter que continuar a visitar o Cazaquistão…

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!