O novo Nintendo Switch com tela OLED já está nas lojas no exterior. E além da nova tela, que produz imagens mais brilhantes e vibrantes, outro upgrade digno de nota é que a “lente” que a protege é feita de vidro, e não plástico como nos modelos anteriores.

Mas parece que só isso não é o bastante, e a Nintendo resolveu adicionar uma camada extra: uma película plástica sobre a lente, que vem instalada de fábrica. Segundo o The Verge, a película é descrita pela empresa como um “filme adesivo antidispersão”.

publicidade
Nintendo Switch OLED: tela tem melhor imagem e é protegida por vidro. Imagem: Nintendo
Nintendo Switch OLED: tela tem melhor imagem e é protegida por vidro. Imagem: Nintendo

Seu objetivo principal é proteger o usuário: caso o vidro seja quebrado, os estilhaços ficarão aderidos a ela e não vão se espalhar. E o manual do console avisa: “Não remova o filme adesivo antidispersão da tela OLED do console”.

Aparentemente, tal película é praticamente invisível. E segundo a Nintendo, não interfere com a instalação de outros protetores sobre a tela. A própria empresa vende nos EUA um kit com protetor de tela e bolsa de transporte para o novo console por US$ 20 (cerca de R$ 110).

Leia Mais:

à venda nos EUA por US$ 349,99, ou US$ 50 a mais que o Switch “normal”, o Switch OLED também tem algumas pequenas mudanças no design, como um “pezinho” (stand) mais largo que sustenta o console em qualquer ângulo desejado, e uma porta Ethernet na Dock, para conexão cabeada à internet sem a necessidade de adaptadores.

Fora isso, o novo modelo é o mesmo Nintendo Switch que todos conhecem. Desde o lançamento, em 2017, até julho deste ano a Nintendo já vendeu mais de 89 milhões de unidades do videogame, o que o torna um de seus consoles mais vendidos, atrás apenas do Nintendo DS (154 milhões), Gameboy e Gameboy Color (118 milhões) e do Wii (101 milhões). No ranking global o console ocupa a sexta posição.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!