A passagem de um tornado pela fronteira do estado do Texas, nos EUA, foi registrada pelo celular de um motorista e publicada nas redes sociais. No vídeo, viralizado após publicação da emissora americana ABC News, podemos ver até mesmo um carro sendo arremessado a grandes alturas.

“‘Meu Deus, estou voltando — é um tornado!’ Uma motorista registrou vídeo dramático de um tornado atravessando uma rodovia estadual em Orange, Texas”, diz a legenda do tuíte publicado pela emissora, logo abaixo.

publicidade

Leia também

Segundo relatório emitido hoje (29) pelas autoridades locais, o tornado foi classificado como de magnitude EF2 na escala Fujita. Trocando em números, essa categoria corresponde a ventos com velocidades entre 178 km/h e 217 km/h. Na prática, é um tornado de velocidade média para alta, com boa capacidade de destruição.

Ainda segundo o relatório, o tornado no Texas percorreu uma distância de 3,37 km, com diâmetro de 45,72 m. Felizmente, não foi relatada nenhuma morte e nem ferimentos graves.

“Um tornado chegou pelo sul da velha Rodovia 90, próximo à saída I-10 da Rodovia 62, severamente danificando uma residência feita de tijolos. Uma estrutura ampla no quintal desta casa foi completamente destruída, um veículo recreativo [trailer] foi arremessado a 23m, um caminhão foi virado de cabeça para baixo e três outros veículos foram levantados e jogados pelo tornado ao longo da I-10. Mais ao norte, ainda na Rodovia 62, próximo ao Escritório do Departamento de Trânsito do Texas, grandes galpões tiveram portas escancaradas e arrancadas”, disse o relatório do Serviço Nacional de Meteorologia (NWS).

Um segundo tornado também foi identificado na região, e segundo o NWS, teve a mesma classificação, velocidade média, distância percorrida e diâmetro do anterior. Este, porém, registrou um ferimento grave a uma pessoa – uma mulher que foi pega por destroços ejetados pela destruição de uma casa móvel que, embora amarrada ao chão, não resistiu à força dos ventos e foi levada aos ares.

Os dois tornados passaram com algo entre quatro a sete minutos de diferença entre si, de acordo com o relatório meteorológico.

De acordo com a ABC News, cerca de 65 mil pessoas ficaram sem energia elétrica, e as autoridades de defesa civil divulgaram a elevação do sistema de alertas para o nível 3 (de um total de cinco), indicando “maior risco” de outras tempestades nos próximos dias. As autoridades pedem que moradores da região procurem abrigos subterrâneos e evitem sair de casa.

Devido à sua posição geográfica, a América do Norte – continente que contempla Canadá, EUA e México – é bastante suscetível a eventos climáticos extremos: em agosto de 2021, o Furacão Ida chegou à costa estadunidense, causando enorme destruição em Nova Orleans e adjacências.

O episódio do Texas, apesar da destruição, foi menor se comparado aos eventos de agosto: isso porque, por definição, tornados são mais fracos e têm menor duração que um furacão. Enquanto o primeiro passa em questão de horas e trazem diâmetro menor, os furacões tendem a chegar pelo oceano, durando vários dias e com velocidades maiores.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!