Na última quinta-feira (4), o ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse que é muito provável que o valor de arrecadação do leilão do 5G ultrapasse os R$ 50 bilhões inicialmente previstos. A fala foi durante a live semanal do presidente Jair Bolsonaro, e nela, ele classificou o leilão como o maior do setor em toda a América Latina.

“Estamos, hoje, no valor estimado de R$ 50 bilhões. Antes da live, já estava em R$ 43 bilhões. Vai passar dos R$ 50 bilhões. Até amanhã, a gente tem esse número. É o maior leilão da história das telecomunicações da América Latina inteira. Isso mostra que o Brasil, quando quer trabalhar e fazer bem-feito, ele faz”, enfatizou.

publicidade

Em janeiro de 2019, quase 50 milhões de brasileiros não tinham acesso à internet, disse o ministro. Desse total, 9 milhões passaram a estar conectados, junto com 500 aldeias indígenas e mais de 10 mil escolas, totalizando 15 mil pontos de internet instalados pelo país.

Leia mais:

Ele complementou que não tem como levar internet para todo o Brasil só com wi-fi, por conta do tamanho do país e que a internet de fibra ótica é muito melhor. O objetivo é realizar o leilão e o “Brasil ser o primeiro país da América Latina a colocar o 5G funcionando”.

Além disso, o ministro destacou que o formato do leilão é não arrecadatório: “Vão entrar R$ 50 bilhões no caixa – R$ 10 bilhões ficam pro governo e R$ 40 bilhões vão pro setor de telecomunicações, para levar internet para as 40 milhões de pessoas que não têm. Nessas 9.800 localidades sem internet, zero, vai chegar internet pra todo mundo e de alta qualidade.”

A previsão é que, na região Norte, 10 milhões de pessoas passem a estar conectadas. Contando com melhorias também nas estradas federais, que devem receber pontos de internet.

Já no setor da educação, os dados do ministério mostram que há cerca de 7 mil escolas urbanas sem internet e a proposta é que elas passem a estar conectadas por meio do valor arrecadado no leilão do 5G. “Das 85 mil escolas que existem na área urbana, 72 mil receberão internet 5G standalone”, concluiu Faria.

Fonte: Agência Brasil

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!