Assim como no Brasil, a vacinação contra a Covid-19 nos Estados Unidos sempre foi tema de debates e parte da população não quer receber o imunizante. Por isso, para incentivar a aplicação da vacina, diversas cidades e até mesmo alguns estados do país estão oferecendo US$ 100 (cerca de R$ 554) às crianças de 5 a 11 anos.

Cada lugar determina como será feita a distribuição do dinheiro. A cidade de Nova York, por exemplo, dará a opção de receber a quantia ou optar por ingressos para a Estátua da Liberdade ou outras atrações, como os jogos do time de beisebol Brooklyn Cyclones.

publicidade
Criança sendo vacinada
Crédito: Ira Lichi/Shutterstock

“Nós realmente queremos que as crianças aproveitem, que as famílias aproveitem isso”, explicou Bill de Blasio, prefeito de Nova York. Já a cidade de Chicago dará vales-presente para as crianças que se vacinarem. O estado da Louisiana é outro que dará premiação para os pequenos imunizados.

Os EUA é o país mais afetado pela Covid-19, com 754 mil mortes e 46,4 milhões de casos.

Por que é seguro vacinar as crianças contra a Covid-19?

O Food and Drug Administration (FDA), órgão similar à Anvisa dos Estados Unidos, aprovou a vacina da Pfizer contra a Covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos. Isso nos permite pensar que, em breve, essa aprovação deve chegar ao Brasil também.

Porém, alguns pais podem ficar preocupados com eventuais riscos atrelados à vacinação das crianças contra a Covid-19. Isso levou alguns pais, inclusive, a fazerem ameaças contra diretores da Anvisa para que vacinas da Covid-19, assim como outros imunizantes, não sejam aprovados.

Leia mais:

Por conta disso, o professor e pediatra da Escola de Medicina da Universidade de Tufts, nos Estados Unidos, Daniel Rauch, escreveu um artigo tirando algumas dúvidas sobre como as vacinas são desenvolvidas para crianças e por que são tão seguras para elas quanto para os adultos.

Para saber mais, acesse a reportagem do Olhar Digital.