Caminhonetes frequentemente tem nomes que sugerem potência: Bronco, Triton, Ranger, Toro. Mas existe exagerar nessa fórmula? A montadora chinesa Great Wall Motors acaba de criar um veículo com um nome que provavelmente será para sempre gravado nos anais da indústria automotiva.

Aqui vai: King Kong Cannon.

publicidade

O veículo foi anunciado esta semana e é cogitado para o mercado internacional, começando pela Austrália. A Great Wall Motors não é piada: é a maior montadora privada da China e conta com instalações no Brasil. Inclusive registrou aqui o nome (bem menos imaginativo) de sua caminhonete menor, Série P. Com isso, não é zero a chance de termos por aqui também a King Kong Cannon (é torcer para não mudarem o nome).

Recentemente, a montadora apareceu nas notícias por outra decisão excêntrica: se agora ela ignora o senso de… basicamente tudo, há alguns meses ela ignorou os direitos autorais para lançar um Fusca elétrico sem pagar um tostão para a Volkswagen.

Nem King Kong, nem cannon: as miudezas do projeto

Vamos ao Canhão King Kong: é uma caminhonete a combustão interna, em opções a gasolina ou diesel. Fazendo jus à inspiração, ela tem o tamanho: 5,1 m de comprimento por 1,88 m de largura, e 1,81 m de altura, com uma distância entre eixos de 3,14 m. Mais ou menos o mesmo tamanho que a Ford F-150.

O que não é nem canhão nem King Kong é sua potência: 2 litros turbo, gerando 195 cv (a gasolina) ou 164 cv (diesel). Não há informações sobre peso ou performance, mas dá para comparar com a já citada F-150: essa tem motores de até 5 litros, entre 290 cv e 400 cv de potência, e pode transportar até 1.366 kg. A King Kong Cannon está limitada a uma carga de 500 kg.

Outra coisa que não é tamanho gorila, mas talvez justifique a configuração esquisita de caminhonetona com motorzinho, é o preço: 100.000 yuans, equivalentes a R$ 84.470.

Esse valor não leva em conta diferenças de impostos e taxas, mas, se chegasse em um valor aproximado por aqui, considerando os preços brasileiros, daria pra dizer que você está levando para casa o King Kong a preço de banana.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!