Sábado passado, um vídeo circulou pelas redes de um motorista com o assento extremamente reclinado, aparentemente dormindo ao volante de um Tesla Model 3 aqui no Brasil, na Rodovia dos Imigrantes, em São Paulo.

Ou foi o que concluiu a pessoa que gravou o vídeo: “Esse é o futuro! Olha lá como ele está dirigindo o carro: dormindo!”.

publicidade

Se o motorista estivesse mesmo dormindo, seria um caso de um abuso do sistema de piloto automático da Tesla, como já aconteceu no exterior, com motoristas viajando até no banco de trás.

Isso é ilegal para as leis internacionais e as daqui, porque o piloto automático é só um sistema auxiliar, ele não é autorizado a dirigir no lugar da pessoa: as mãos devem estar no volante o tempo todo.

Mas o motorista flagrado na Imigrantes diz que não é nada disso.

Motorista se defende e conta como é ter um Tesla no Brasil

Não havíamos nós ou o autor do vídeo revelado a identidade do motorista, mas ele resolveu se apresentar para defender seu lado. Seu nome é Rafael Zamarian Leonhardt e ele é um empresário de Santos (SP). Segundo ele, não só não estava dormindo, como foi o motorista com a câmera que cometeu uma imprudência.

“Sou o motorista que não estava dormindo”, afirmou num e-mail. “A maior infração era do motorista filmando, que inclusive mais à frente me obrigou a me distanciar dele indo pra direita, devido às manobras arriscadas que presenciei na ânsia de filmar com criança no colo da mãe. Sem cinto inclusive!”

A matéria original foi atualizada com seu ponto de vista. Não vamos julgar se estava sendo prudente ou não (só existe um vídeo muito curto versus suas palavras). Mas conversamos mais para que explicasse o caso e, aproveitando, como é dirigir um Tesla no piloto automático no Brasil.

Olhar Digital: Você estava reclinado? Por que decidiu viajar assim?

Rafael Zamarian: Viajo de Santos a São Paulo todos os dias, e sempre com o banco inclinado durante o trajeto de estrada! É uma posição mais cômoda, já que o piloto automático na Imigrantes, com nossos queridos caminhoneiros que ”comem faixa”, provoca belas travadas no freio e me posiciono de modo a estar pronto pra assumir caso isto ocorra, com o pé próximo do acelerador. Nessas travadas, meu receio são os motoristas de trás, que não têm um sistema como este pra salvar quando o carro é colocado em uma situação de risco! 

Você estava com as mãos ao volante?

As mãos as retiro e coloco no volante com frequência, pois o piloto automático, ao menos aqui, não permite a direção sem que sinta atenção do motorista e um dos pontos de verificação são tensões no volante pra ver se o motorista está atento aos pedidos de contato no volante, frequentes! 

[Nota: a verificação aqui é a mesma dos EUA, baseada no feedback tátil do volante, e pode ser burlada por meios físicos que não vamos citar.]

Você tinha uma visão adequada da pista dessa forma?

A posição é cômoda justamente pra se ter uma visão da pista! Não deito o banco a ponto de não conseguir ver a pista. 

Estava usando o piloto automático na ocasião?

Dirijo com o piloto automático ligado 100% do tempo na estrada, até porque acho imprescindível para a segurança. Inclusive em ultrapassagens, já que é impossível ele não ver um carro, por exemplo, no ponto cego do retrovisor, devido às câmeras laterais. Sinceramente, depois de 2 anos com o sistema, tenho dificuldade – ou melhor, insegurança acima da média – quando tenho que dirigir sem o piloto automático! 

Como é usar o piloto automático no Brasil?

No Brasil não funciona a navegação ponto a ponto (FSD) como nos EUA. Ele até ultrapassa a pedido da seta, vai para a faixa lateral caso seja pontilhada depois da seta, para tentar pegar um acesso, tipo saída do Rodoanel. Mas não navega pelo endereço. Ou seja, não toma rota. Assim, nenhum carro no Brasil recebe a versão beta que está disponível pra alguns usuários americanos que conseguem uma pontuação alta na avaliação da Tesla.

Você também usa o piloto automático na cidade?

Uso o sistema em todo lugar! Apenas em ruas muito mal sinalizadas ou em ruas sem sinalização nenhuma que prefiro desligar. Mas, nas principais vias e no trânsito, em geral funciona melhor que um ser humano irritado com o trânsito! O piloto automático me tornou um motorista melhor! Acabaram minhas multas por velocidade acima do limite e ando na estrada sempre 10 km/h abaixo do limite máximo, mais consciente, mais calmo e muito mais responsável que quando não tinha ele.

Você já teve algum problema com autoridades de trânsito usando o piloto automático?

Nunca tive nenhum problema com autoridades de trânsito com o Tesla! Como disse acima, me tornei um motorista melhor com o piloto. Ele, usado de forma correta, é muito melhor e promove a calma na direção! Você aprende a aguardar o sistema autorizar pra sair de uma faixa, pois sabe que tem uma tecnologia funcional por trás! Você faz uma curva no centro da faixa, porque, caso saia um pouco do centro, o sistema vai forçar a direção para o ponto correto e corrigir a trajetória!

Atualizado em 17/11/2021 às 18h35: o carro é um Tesla Model 3, e não Tesla Model S, como havia sido informado inicialmente.

Atualizado em 22/11/2021 às 19:10: o motorista estava usando o piloto automático sem o FSD, um recurso não disponível no Brasil.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!