Diversos frascos marcados com um rótulo escrito “varíola” foram encontrados acidentalmente por um funcionário em um laboratório da Pensilvânia, nos Estados Unidos. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), o incidente aconteceu na última terça-feira (16) e não há indícios de que o material tenha vazado.

“Os frascos congelados rotulados como ‘varíola’ foram descobertos acidentalmente por um trabalhador de laboratório enquanto limpava um freezer em uma instalação que conduz pesquisas de vacinas na Pensilvânia. O CDC, seus parceiros de administração e as autoridades estão investigando o assunto e o conteúdo dos frascos parece intacto”, disse o CDC.

publicidade

“O funcionário do laboratório que descobriu os frascos estava usando luvas e máscara facial. Forneceremos mais detalhes assim que estiverem disponíveis”, explicou o órgão. “Não há indicação de que alguém tenha sido exposto ao pequeno número de frascos congelados”, completou ainda.

Varíola em laboratório

Essa não é a primeira vez que algo do tipo acontece nos EUA. Em 2014, funcionários do National Institutes of Health encontraram seis frascos de varíola no depósito de um laboratório em Maryland. Na época, o CDC disse que algumas amostras estavam com o vírus ativo, mas não havia indícios de vazamento.

Leia mais:

Desde então, há uma discussão se as amostras devem ser todas destruídas ou mantidas para pesquisa. No país, a vacinação de rotina para toda a população foi encerrada em 1972, mas alguns públicos, como militares e pesquisadores, ainda podem receber o imunizante.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a varíola foi erradicada globalmente em 1980, com a vacinação. A taxa de mortalidade do vírus é de 30%, por isso a grande preocupação com a doença. Como não há mais casos no mundo, a vacinação de rotina não é mais aplicada.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!