A missão DART já está a caminho de um asteroide, contra o qual se chocará numa tentativa de alterar sua rota. A premissa é similar ao filme “Armageddon” (1998), o que rendeu ao ator e protagonista do longa, Bruce Willis (66) um convite da NASA para acompanhar o lançamento.

Só que ele preferiu não participar.

publicidade

Leia também

A informação veio do jornalista do Washington Post, Christian Davenport, que citou o administrador chefe da agência espacial norte-americana, Bill Nelson. Segundo ele, Bruce Willis teria negado o convite sem nem pensar a respeito. A ideia da NASA era, pelo visto, gerar apenas uma “conexão” entre a missão na vida real e a narrativa do filme.

Em “Armageddon”, Willis é o dono de uma empresa de extração de petróleo que, tida como a mais competente o ramo, acaba sendo convocada pela NASA para perfurar e instalar uma bomba nuclear em um asteroide que vem em direção à Terra, ameaçando a raça humana.

A missão DART, contudo, não pretende explodir o asteroide binário Didymos – apenas “lhe dar um cutucão para alterar seu caminho”, segundo Nelson. Além do impacto intencional, a NASA também vai aproveitar para testar um novo sistema de propulsão por íons, conforme adiantamos na última terça-feira (23).

Ah, e a DART dificilmente terá a trilha sonora mais “pegajosa” da história dos cinemas.

Brincadeiras à parte, talvez Willis tenha recusado o suposto convite porque, dizem alguns especialistas na imprensa cinematográfica, ele despreza o filme que protagonizou em 1998. Isso foi mencionado em outro tuíte, assinado pelo jornalista e assessor de imprensa Robin Seemangal, que já foi repórter setorista do Centro Espacial Kennedy, já escreveu para publicações como WIRED e Observer e, hoje, é um dos colaboradores da agência de storytelling Supercluster, especializada em lançamentos espaciais.

“Tem um monte de personalidades que poderiam ajudar a promover a missão, mas quem manda na NASA tem zero conhecimento de como funciona Hollywood e a cultura pop, e costuma negar tudo aquilo que não está dentro de seus próprios interesses”, disse o especialista em comunicação, em um tom “nada” crítico à agência.

De qualquer forma, com ou sem Bruce Willis, a missão DART partiu da Base de Lançamento Vandenberg, usada pela Space Force, em direção ao espaço por onde vai navegar por cerca de um ano até chegar ao asteroide. A ideia é testar a validade da teoria de que um choque suficientemente forte poderá desviar a rota de um asteroide que venha a ameaçar a Terra no futuro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!