Produtos e Reviews

Snapdragon G3x Gen 1 é a aposta da Qualcomm para consoles portáteis

01/12/21 20h22
Snapdragon G3x Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Snapdragon G3x Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Direto do Havaí – Além de um novo chip para smartphones poderosos, a Qualcomm também apresentou um processador focado em games: o Snapdragon G3x Gen 1. O objetivo da empresa é de alcançar a melhor experiência em jogos, dentro do visual de um portátil bastante parecido com soluções apresentadas Valve, Nvidia e até mesmo com o Nintendo Switch.

Em um primeiro momento, o novo chip promete entregar tudo que a Qualcomm já fez com sua linha de soluções para jogos, o Snapdragon Elite Gaming e isso inclui rodar muito bem os títulos mais pesados para Android, mas em um segundo objetivo a empresa americana quer entregar até mesmo a jogatina da nuvem, em um produto portátil.

Leia também

Kit de desenvolvimento com o Snapdragon G3x Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Por dentro a placa gráfica escolhida é a mesma Adreno já conhecida do mundo Qualcomm, mas com força extra para rodar games em até 144 quadros por segundo, gerando imagens em HDR de 10-bit. A empresa não divulgou muitos detalhes sobre o chip, mas pela garantia de taxa de fps tão elevada, é esperado que ele seja ao menos próximo (ou superior) ao recente Snapdragon 8 Gen 1.

Para acompanhar o novo Snapdragon G3x Gen 1, a Razer criou um kit de desenvolvimento e que certamente seguirá as diretrizes da Qualcomm para hardware. Nele, sabemos que o display é de 6,65 polegadas, com tela OLED e em resolução Full HD, com 120 Hz de atualização.

O novo Snapdragon quer lidar bem com calor

Um sistema de resfriamento ativo por ventoinha garante o desempenho alto por mais tempo, exatamente da mesma forma como concorrentes lidam com o problema de aquecimento – como o Nintendo Switch.

Kit de desenvolvimento com o Snapdragon G3x Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Uma câmera frontal de 5 megapixels foca em capturar a face do jogador enquanto ele está em uma partida, entregando streaming Full HD com 60 quadros por segundo, junto de dois microfones para os comentários em tempo real do próprio gamer. A conexão para esse momento pode vir de Wi-Fi 6, 6E ou 5G nos padrões mmWave ou sub-6.

Os controles ficam nas laterais da tela e o jogo pode vir do app baixado pela Play Store, ou então a partir do Xbox Cloud Gaming, além do envio de games que estão no PC ou nos novos Xbox Series S ou X.

A proximidade com a experiência de jogo da Microsoft é tão forte, que os controles contam com quase o mesmo alinhamento de botões do Xbox One (ou Xbox Series). Por fim, seguindo a ideia do Nintendo Switch, é possível colocar este kit de desenvolvimento da Razer em uma TV, com suporte para até 4K e HDR indo por um cabo USB-C para HDMI.

Nem a Razer, muito menos a Qualcomm comentam quanto tempo tem a autonomia deste kit de desenvolvimento com o Snapdragon G3x Gen 1, mas a bateria interna oferece 6.000 mAh. Eu acho pouco para um produto que vai demandar tanto de todo o hardware, por bastante tempo.

Snapdragon G3x Gen 1 (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Quando e quanto?

Ainda não existe previsão de lançamento para este kit de desenvolvimento e a Qualcomm deixa claro que não pensou no jogador neste momento. O objetivo dela é chamar atenção de desenvolvedores para seu novo chip e assim abocanhar um pedaço do mercado de games, que é dominado pela Nvidia e AMD.

André Fogaça viajou para o Havaí a convite da Qualcomm.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags