Depois de um adiamento em virtude da segurança dos astronautas, a Estação Espacial Internacional (ISS) promoveu mais uma caminhada espacial na última quinta-feira (2), com Thomas Marshburn e Kayla Barron (NASA) navegando por fora da estrutura para trocar uma antena de comunicação defeituosa.

A caminhada começou cedo, às 8h15 (horário de Brasília, 6h15 no horário local), com os dois astronautas da ISS acionando o modo de bateria de seus trajes – chamados “EMUs”, ou “Extravehicular Mobility Unit” (Unidade Móvel Extraveicular, na tradução literal). Em pouco tempo, os dois instalaram um equipamento conhecido como “SASA” (“S-band Antenna Subassembly”), recolhendo a unidade defeituosa e guardando-a em um compartimento externo.

publicidade

Leia também

Os astronautas da ISS, Thomas Marshburn e Kayla Barron, fizeram caminhada espacial nesta quinta
O astronauta Thomas Marshburn navega pela ponta de um braço robótico durante caminhada espacial feita por ele e Kayla Barron, na ISS (Imagem: NASA/Divulgação)

Ao todo, a atividade durou 6 horas e 32 minutos. Foi a quinta caminhada de Marshburn, mas apenas a primeira de Barron. Embora fossem só eles dois do lado de fora, o trabalho também contou com a ajuda de Raja Chari (NASA) e Matthias Maurer (ESA) para operar remotamente um braço robótico de quase 18 metros (m) – o “Canadarm2” -, aproximando-o da estrutura a ser trocada.

O SASA serve para transmitir sinais de voz e dados em baixa frequência dos astronautas da ISS aos centros de controle da estação na Terra. Ele é dotado de várias antenas e uma delas é que apresentava defeito. Segundo a NASA, as capacidades de comunicação não sofreram nenhum tipo de redução com isso e todos os processos corriam normalmente, mas a fim de preservar a redundância, o controle decidiu encomendar a troca do material.

“Eu sou grata por não ter que colocar isso de volta”, brincou Barron, referindo-se a um cobertor térmico de parte do equipamento defeituoso. “É velcro demais — em lugares muito específicos”.

Em comunicação com o centro de controle na Terra, Baron ainda ressaltou ver partículas espaciais que podem ser responsáveis pelos defeitos da antena trocada: “De onde eu estou, posso ver provavelmente 10 pequenos MMODs [sigla em inglês para “detritos orbitais micrometeoróides”]”. A grosso modo, a astronauta da NASA informou que a antena antiga estava cheia de marcas de impacto.

Com a nova antena instalada, os dois astronautas da ISS executaram um teste para ver se suas mensagens e vozes eram transmitidas adequadamente à Terra. O controle confirmou o funcionamento, efetivamente finalizando a caminhada e permitindo a Barron e Marshburn retornar à estrutura interna da estação.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!