A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza nesta sexta-feira (17) um leilão de linhas de transmissão de energia, o segundo de 2021. A expectativa da agência é de um investimento de R$ 2,9 bilhões.

Os cinco lotes leiloados ficam nos estados do Amapá, Bahia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo. Os empreendimentos somam 902 quilômetros de linhas, além de três subestações de energia com 750 megavolt-ampères (MVA) em capacidade de transformação.

publicidade

Leia também!

Pelo que já foi anunciado no mercado, as empresas que possuem interesse na disputa são: ISA Cteep, Taesa, Alupar, Engie Brasil e Copel. Além disso, companhias como a EDP Brasil e Energisa podem ampliar sua exposição no segmento de transmissão.

“Imaginamos que os leilões vão ser ‘bidados’ com mais cuidado, mais cautela em relação aos que foram. Nas nossas contas e projeções, os leilões dos últimos três anos têm um retorno bastante ruim, negativo até”, disse José Luiz de Godoy, diretor financeiro da Alupar.

Aneel realiza leilão de transmissão de energia nesta sexta-feira (17). Imagem: Bohbeh/Shutterstock

Segundo a Aneel, os deságios médios nos leilões de transmissão ficaram acima de 45% desde 2018, chegando ao máximo de 60,30% em 2019.

“As empresas estão fazendo as contas, se é melhor entrar num projeto novo com taxa (de retorno) mais baixa, ou (fazer) investimento nas próprias linhas, hoje temos essa necessidade de reinvestimento. Não acredito que veremos um deságio muito forte”, relata Franceli Jodas, sócia-líder de Power & Utilities da KPMG no Brasil.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!