A Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos Estados Unidos, aprovou o primeiro tratamento injetável para prevenção do HIV. Diferente do tratamento já utilizado, o novo método dispensa o uso diário de medicamentos.  

O tratamento foi batizado como Apretude e é aplicado com um intervalo de dois meses entre cada dose. Assim como os demais, o medicamento serve para Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) ao vírus causador da síndrome da imunodeficiência humana, a aids.  

publicidade

Leia também!

Nos Estados Unidos, são elegíveis ao novo tratamento todos os adultos e adolescentes que pesem, no mínimo, 35 kg. No começo do processo de prevenção, o paciente receberá duas doses do Apretude com um intervalo de um mês entre elas, depois, este intervalo sobe para dois meses entre cada injeção.  

Esta é a primeira opção de profilaxia ao HIV ao HIV dos Estados Unidos que não utiliza pílulas diárias, explica a diretora da Divisão de Antivirais no Centro de Avaliação e Pesquisa de Medicamentos, Debra Birnkrant.  

Especialistas esperam que com o novo método de prevenção mais pessoas passem a se proteger, pois diversas pessoas ainda evitam o tratamento tradicional das pílulas diárias, principalmente homens jovens que se relacionam com outros homens, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).  

Imagem mostra ampolas de coleta de sangue, com etiquetas nas quais está escrito HIV
FDA aprova primeiro tratamento injetável para prevenir HIV. Crédito: Shutterstock

Segundo o CDC, outros motivos que impedem uma adesão mais ampla do tratamento de prevenção são: depressão, vulnerabilidade socioeconômica, dependência química e até mesmo a vergonha de ser descoberto utilizando os medicamentos de profilaxia.  

Apesar de muitas pessoas ainda não fazerem nenhum tratamento para prevenção, o CDC relata que o número de pessoas que buscaram pelo método cresceu consideravelmente. De acordo com o órgão federal dos EUA, de 2015 a 2020 o número de pessoas que fazem uso da PrEP passou de 3% para 25%. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!