A agência espacial norte-americana (Nasa) anunciou na tarde desta terça-feira (4) que concluiu a montagem (ou “implantação”) do escudo que protege os delicados instrumentos do telescópio espacial James Webb da luz e calor do Sol. O processo foi iniciado há uma semana, e é considerado um dos pontos mais críticos da missão.

O escudo é composto por cinco camadas metalizadas de Kapton, cada uma com a espessura de um fio de cabelo, empilhadas. Há uma pequena distância entre elas para permitir que o calor recebido seja irradiado ao espaço. Assim, cada uma é mais fria que a outra.

publicidade

Enquanto a primeira camada, que ficará apontada diretamente para o sol, pode chegar a uma temperatura de mais de 100 ºC, a temperatura atrás da quinta camada, onde estão os intrumentos, é de -237 ºC.

O escudo solar do telescópio espacial James Webb tem o formato de uma pipa. Imagem: Nasa

“Esta é a primeira vez que alguém tenta colocar um telescópio tão grande no espaço”, disse Thomas Zurbuchen, administrador associado do Diretório de Missão Científica da NASA na sede da agência em Washington. “Webb exigia não apenas uma montagem cuidadosa, mas também implantações cuidadosas. O sucesso de sua implantação mais desafiadora – a proteção solar – é um testemunho incrível da engenhosidade humana e habilidade de engenharia que permitirá que Webb alcance seus objetivos científicos”.

O maior e mais complexo observatório espacial do mundo ainda tem mais cinco meses e meio de testes e configuração por vir, incluindo a implantação do espelho secundário e desdobramento das “asas” do espelho primário, alinhamento da ótica do telescópio e calibração dos instrumentos científicos. Só depois disso Webb entregará suas primeiras imagens.

Leia mais:

A tecnologia revolucionária do telescópio irá explorar todas as fases da história cósmica – de dentro do nosso sistema solar às galáxias observáveis mais distantes no início do universo, e tudo o que está entre os dois. Webb revelará novas e inesperadas descobertas e ajudará a humanidade a compreender as origens do universo e nosso lugar nele.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!