O Ministério da Saúde anunciou na tarde desta quarta-feira (5) como será realizada a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19. Diferente do que foi anunciado inicialmente, não haverá exigência de receita médica para a imunização do público infantil, além disso, a vacinação não será obrigatória.

Segundo o governo, a vacinação será coordenada de forma decrescente, ou seja, as crianças mais velhas serão vacinadas primeiro do que as mais novas. Crianças com comorbidades com qualquer tipo de deficiência permanente, indígenas e quilombolas terão prioridade na imunização.

publicidade

Apesar de não ser necessária a apresentação de receita médica para a vacinação das crianças, caso os pais ou adultos responsáveis pela criança não estejam presentes no momento da imunização, será necessária a apresentação de uma autorização por escrito assinada pelo pai ou pela mãe.

Prescrição médica virou orientação

O Ministério da Saúde orienta os pais e responsáveis a procurarem uma recomendação prévia de um médico antes da vacinação das crianças. Porém, essa é apenas uma orientação, caso não tenha uma receita médica, os pais poderão vacinar seus filhos sem nenhuma intercorrência.

Apesar da bula do imunizante informar que o intervalo entre doses deve ser de 21 dias, a primeira e a segunda dose serão aplicadas nas crianças com um intervalo de oito semanas. A expectativa é que as primeiras doses cheguem ao Brasil no próximo dia 13 de janeiro e o envio aos estados e municípios seja iniciado no dia 14.

Prescrição médica deixou de ser obrigatória e passou a ter caráter de orientação. Crédito: Fizkes/Shutterstock

Portanto, o início da vacinação das crianças acontecerá ainda no mês de janeiro. Estima-se que o Brasil receba mais de 20 milhões de doses pediátricas da vacina da Pfizer, que é a única aprovada para o público infantil aqui no Brasil.

O número, porém, não é suficiente para imunizar todas as crianças nesta faixa etária com as duas doses, já que de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças com 5 a 11 anos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!