Uma múmia pré-Inca foi encontrada por arqueólogos em um sítio de escavação localizado em Cajamarquilla, cerca de 25 quilômetros (km) de Lima, capital do Peru. O corpo se encontrava em ótimo estado de conservação, o que permitiu à equipe fazer boas estimativas de sua idade.

A múmia pré-Inca era um homem, que morreu com algo entre 18 e 22 anos de idade, em um período relativamente longevo, entre 800 e 1,2 mil anos atrás. Naquela época, a região era povoada por cerca de 10 mil pessoas – a maioria, mercadores e comerciantes de várias especiarias.

publicidade

Leia também

De acordo com os pesquisadores – todos da Universidade Nacional de San Marcos -, eles recentemente descobriram uma tumba subterrânea, com proporções grandes o suficiente para que os arqueólogos quase conseguissem andar em pé (três metros de comprimento  por 1,4 metro de altura). Nela, foi encontrada uma escada que descia ainda mais para o fundo, onde a múmia foi encontrada.

O corpo foi encontrado deitado em posição lateral, com mãos amarradas, sob uma pilha de rochas, e aparentava estar cobrindo o próprio rosto. A múmia pré-Inca estava em tão bom estado que até mesmo suas unhas eram evidentes na ocasião da descoberta.

De acordo com os especialistas, embora a ideia de se encontrar um corpo antigo amarrado possa passar a impressão de algum criminoso ou prisioneiro, o costume de amarrar cadáveres era comum entre os habitantes da região que antecederam os incas.

Prova disso foram alguns restos de refeições contendo moluscos e ossos de lhama encontrados por perto – evidência de que a múmia foi visitada após a sua morte. Como as pessoas da época não tinham o hábito de enterrar seus mortos com suas posses valiosas, são poucas as chances de que os visitantes tenham sido ladrões, então faz mais sentido tratarem-se de amigos, familiares ou descendentes.

O laboratório da universidade está agora conduzindo mais testes para tentar descobrir maiores detalhes do material obtido.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!