Um jovem de 19 anos de idade afirma ter acesso a mais de 25 carros da Tesla em 13 países diferentes. Em um post no Twitter, David Colombo disse que encontrou uma falha de segurança no sistema da montadora pelo lado dos motoristas e conseguiu acessar remotamente os veículos sem seus donos saberem.

Em sua bio na rede social, o rapaz de Dinkelsbühl, na Alemanha, se apresenta como especialista em segurança de TI e hacker, que está construindo uma startup de segurança cibernética e “adora vinho e boa comida”, além de querer “mudar o mundo”.

publicidade

Leia mais:

De acordo com sua thread no Twitter – postada na terça-feira (11/01) – a falha de segurança permite que ele destranque janelas e portas. O acesso remoto também permite que ele desbloqueie os veículos sem usar uma chave e desative os sistemas de segurança.

Ligando som no último dos carros da Tesla sem os donos saberem

Colombo também afirma que pode ver quem entra nos carros Tesla acessados, ligar o aparelho de som e acionar os faróis. “Eu acho que é muito perigoso, se alguém conseguir tocar música remotamente no volume máximo ou abrir as janelas/portas enquanto você estiver na estrada. Mesmo piscar as luzes sem parar pode ter algum impacto (perigoso) em outros motoristas”, tuitou o jovem.

Colombo foi vago sobre as especificidades dos sistemas, mas afirmou que estava dentro do software e da infraestrutura da montadora. Em algumas observações, o jovem disse que “poderia destravar as portas e começar a dirigir [fisicamente] os Tesla afetados”.

“Não, não posso intervir com alguém dirigindo (além de iniciar a música no volume máximo ou luzes piscando) e também não posso dirigir esses Tesla remotamente”. Segundo informou ao final de seus posts, Colombo entrou em contato com a equipe de segurança da Tesla, que disse que está investigando o problema e prometeu entrar em contato com ele com quaisquer atualizações.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!