A Hyundai fechou parceria com a IonQ, empresa de computação quântica, para aperfeiçoar sua tecnologia de baterias para carros elétricos. Em anúncio divulgado na quarta-feira (19), as duas empresas se comprometem a pesquisar componentes para melhorar as baterias de lítio e seus ciclos de carga/descarga, além de durabilidade, capacidade e segurança.

“A eficiência da bateria é uma das áreas emergentes mais promissoras onde a computação quântica pode fazer a diferença”, justificou o presidente e CEO da IonQ, Peter Chapman, no anúncio.

publicidade

Simulando estrutura e energia do óxido de lítio, a Hyundai promete construir, a partir da parceria, “o maior modelo de química de baterias num computador quântico”. O pressuposto do acordo é uma pesquisa que visa explorar “novos algoritmos quânticos variacionais para estudar os compostos de lítio e as reações químicas envolvidas nas baterias”. Desta forma, Hyundai e IonQ podem simular as reações químicas no interior das baterias protótipo sem a necessidade de construir modelos físicos.

Um algoritmo quântico variacional é executado metade em um computador clássico e metade em um quântico. De acordo com informações da IBM, enquanto o computador clássico “varia parâmetros experimentais que controlam a preparação de um estado quântico, o computador quântico prepara esse estado e calcula suas propriedades”.

Por enquanto, IonQ e Hyundai trabalham com a execução de um modelo químico para simular 14 elétrons de óxido de dilítio em uma bateria protótipo.

Projeto de computação quântica da Hyundai e IonQ
Projeto de computação quântica da Hyundai e IonQ (Divulgação/Hyundai)

Avanços em direção autônoma e células de combustível

Além das baterias, Chapman também afirma que a computação quântica poderá trazer benefícios para Hyundai em outros campos da tecnologia automotiva, como células de combustível e durabilidade de material. “Aplicativos de machine learning quântico podem ser utilizados para melhorar o tempo de treinamento de veículos autônomos e resolver problemas simples de manutenção preditiva, armazenamento e muito mais”, disse o executivo. “Problemas de otimização mais complexos, como logística multicanal e roteamento, estão nas listas de pesquisa e desenvolvimento das montadoras.”

A parceria com a IonQ integra uma estratégia da Hyundai que visa, até 2025, aumentar as vendas de veículos elétricos, além de melhorar a gestão das mudanças climáticas. O plano tem quatro áreas de foco: veículos elétricos, mobilidade aérea urbana, tecnologia de condução autônoma e células de combustível de hidrogênio. O plano também inclui a venda de um portfólio 100% elétrico até 2040 e o desenvolvimento de um ecossistema de células de hidrogênio.

Crédito da imagem principal: hendra yuwana/Shutterstock

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!