A líder do mercado de produtos para animais de estimação na França, AgroBiothers Laboratoire, afirmou que deixará de comercializar aquários com menos de 15 litros de capacidade e em formato redondo. A empresa só trabalhará com as peças retangulares.  

No anúncio sobre a sua decisão, a companhia relatou que colocar os animais em pequenos espaços, sem filtragem e oxigenação, é uma forma de abuso. “As pessoas compram um peixinho dourado para os filhos por impulso, mas se soubessem a tortura que é, não o fariam. Girar em círculos em um aquário pequeno deixa os peixes loucos e os mata rapidamente”, disse o CEO da AgroBiothers, Matthieu Lambeaux, à Reuters. 

publicidade

Leia também!

Ao explicar a decisão, Lambeaux disse que os peixes dourados são animais que necessitam da companhia de outros peixes, espaço amplo e água limpa. Quando colocados em aquários grandes ou lagoas, os peixinhos podem viver até 30 anos e atingir 25 centímetros de tamanho, enquanto nos aquários morrem em semanas ou meses.  

Apesar de ser o maior mercado da Europa para peixes vermelhos de aquário, com cerca de 2,3 milhões de peixes, a França não possui uma legislação específica para estes animais, enquanto outros países do continente já proibiram o comércio deste tipo de recipiente.  

Dois peixes dourados dentro de um aquário redondo
Empresa francesa afirma que aquários redondos deixam os peixes ‘loucos’. Imagem: LUIS PADILLA-Fotografia/Shutterstock

“É um anacronismo francês, por isso decidimos tomar medidas. Não podemos educar todos os nossos consumidores para explicar que manter um peixe em um aquário é cruel. Consideramos nossa responsabilidade não dar mais essa opção aos consumidores”, completou Lambeaux. 

“Há demanda por aquários, mas a realidade é que damos às crianças a possibilidade de ver o peixe dourado morrer vagarosamente”, acrescentou o CEO da companhia. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!