Ciência e Espaço

Erupção de Tonga está entre as mais fortes já registradas em 30 anos

Por Flavia Correia, editado por Rafael Rigues
26/01/22 11h43, atualizada em 27/01/22 10h23

A erupção foi ouvida no Alasca, a cerca de 8 mil km de distância (Tonga Geological Services/Reuters)

Um levantamento feito por um geofísico da Universidade Texas A&M (TAMU), nos EUA, aponta que a recente erupção vulcânica ocorrida em área do Oceano Pacífico pertencente à nação insular de Tonga foi uma das mais fortes já registradas nos últimos 30 anos. Além disso, segundo o cientista, erupções futuras podem ser esperadas.

A explosão do vulcão em Tonga foi capturada por satélites no espaço. Imagem: NOAA/Reprodução

Andreas Kronenberg, professor de Geologia na TAMU, revelou ainda que explosões como essa são muito mais potentes do que as registradas em vulcões havaianos, por exemplo. “Em geral, os vulcões ao redor da Orla do Pacífico são muito mais poderosos e explosivos do que vulcões do tipo havaiano, principalmente por causa do conteúdo volátil e das composições de magma neles”, disse.

“É por isso que estamos preocupados com os vulcões nas regiões do Oregon, Washington e Alasca”, declarou Kronenberg. “No entanto, a zona de subdução de Tonga é grande, e todo o Pacífico sudoeste tem o que chamamos de ‘estratovulcões’, vulcões extremamente poderosos, em que se incluem o Monte Vesúvio, que cobriu Pompeia, na Itália, e o Monte Santa Helena, nos EUA, que explodiu na década de 80”.

Leia mais:

Explosão em Tonga pôde ser vista do espaço

O país polinésio, que tem cerca de 170 ilhas, foi totalmente coberto por uma enorme nuvem de cinzas gerada pela erupção, que matou pelo menos três pessoas, e pôde ser ouvida na Nova Zelândia e vista do espaço.

O Monte Santa Helena, citado por Kronenberg, explodiu em 1980, e sua erupção, que matou 57 pessoas, é considerada a mais poderosa da história dos EUA. Acredita-se que a maior erupção na história recente foi a do vulcão Krakatoa, que explodiu perto da Indonésia em 1883 e matou mais de 36 mil pessoas.

Alguns julgam a erupção de Tonga como semelhante a de Krakatoa. Além disso, a Nasa afirma que ela foi pelo menos 500 vezes mais poderosa do que a bomba atômica lançada em Hiroshima, em 1945.

“Krakatoa foi verdadeiramente épico, e Tonga foi obviamente devastador”, disse Kronenberg. “E parece que a água entrando no interior do vulcão aumentou sua explosividade. O resultado pode ser tsunamis porque eles podem ser desencadeados por qualquer perturbação do fundo do oceano que rapidamente mova grandes volumes de água, como falhas que de repente mudam a forma do fundo do mar”.

Kronenberg também disse que “é possível que tal erupção possa desencadear atividades próximas”. No entanto, segundo o cientista, isso não é necessariamente garantido. “Este é um tema controverso ao discutir terremotos e erupções subsequentes, especialmente em áreas acima de 15 a 25 km da erupção original”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags