A Polícia Federal (PF) anunciou que prendeu nesta terça-feira (8) um dos suspeitos que faz parte do grupo de cibercriminosos que conseguiu invadir a rede interna da Caixa Econômica Federal.

Intitulada como ‘Operação Atacante’, a ação investiga tentativas atípicas de acesso e alteração dos dados pessoais dos correntistas, o que, segundo as autoridades, foi um alerta de que o sistema do banco estava comprometido.

publicidade

Conforme as informações divulgadas pela PF, os golpistas conseguiram acessar os sistemas internos da Caixa, o que permitiu acessar também as informações de diversos clientes do banco. 

Com os dados em mãos, que incluíam até números de cartões de crédito, os criminosos conseguiram obter de forma ilícita “vultosas vantagens econômicas”, disse a polícia.

PF prendeu suspeito que conseguiu invadir rede interna da Caixa. Imagem: Joa Souza/Shutterstock

Por ora, o que ainda não ficou claro foi a quantidade de correntistas que podem ter sido afetados pelas ações dos criminosos.

Ainda sobre o mesmo caso, também foram cumpridos outros três mandados de busca e apreensão nas seguintes cidades: São Paulo, Riberão Preto (SP) e Guarujá (SP).

Durante as buscas, a PF informou que foram apreendidos uma série de equipamentos de informática, além de documentos, veículos e objetos que podem auxiliar nos próximos capítulos das investigações.

Os suspeitos, que estão sendo investigados pelos crimes de estelionato e associação criminosa, podem pegar, respectivamente, uma pena que pode variar de 4 a 8 anos e 1 a 3 anos de reclusão.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:

Operação da PF desmantelou quadrilha nos Correios

Também na terça-feira (8), a Polícia Federal deflagrou a operação ‘Bumerangue’, que investiga fraudes em pedidos de seguro por mercadorias extraviadas pelos Correios, cumprindo mandados de busca e apreensão nos estados do Pará, Distrito Federal e Goiás.

Segundo a PF, a quadrilha agia há mais de um ano fraudando encomendas e enviando objetos para cidades paranaenses.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!