A internet banda larga conquistou mais 5 milhões de assinantes em 2021 no Brasil. Em termos comparativos, houve um crescimento de 14% no número de acessos, saltando de 36,3 milhões de usuários registrados em dezembro de 2020 para 41,4 milhões identificados no ano passado. O dado faz parte do balanço de acessos aos serviços de telecomunicações de 2021 elaborado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

Maior crescimento nas assinaturas nos últimos dois anos

De acordo com o balanço da Anatel, o aumento no número de assinantes na banda larga fixa e móvel representou um avanço de 10% ao ser comparado com os dados de 2019 e 2020. Em destaque, os acessos com tecnologia de fibra ótica, que soma 26 milhões de assinantes registrados até dezembro de 2021. 

publicidade

Telefonia móvel cresce 8,2% 

Extremamente necessária para quem fica online 24 horas, a telefonia móvel também seguiu o bom cenário da internet banda larga. O número de smartphones que aderiram aos planos subiu de 234 milhões no final de 2020 para 253,3 milhões em dezembro de 2021, uma alta de 8,2%. 

Antena 5G
Apesar do 4G ainda predominar no Brasil, tudo indica que a tecnologia do 5G tomará este espaço, principalmente por meio do agronegócio. Imagem: Shutterstock

Trata-se de uma consolidação do 4G, que registrou no período 77,8% dos acessos, o que é representado por 197,2 milhões de assinantes. Somente nessa tecnologia, o aumento foi de 13,5%. 

Leia mais:

5G ocupando cada vez mais espaço 

Os dados da Anatel mostram ainda que a telefonia móvel pelo envio de dados com a tecnologia 5G teve uma crescente, com 1,2 milhão de acessos em dezembro de 2021, de acordo com os dados fornecidos pelas operadoras TIM, Vivo e Claro.

Atualmente, o 5G no Brasil é do tipo Dynamic Spectrum Sharing (DSS), tendo em vista que as faixa do 5G puro foram leiloadas em novembro de 2021, com liberação de uso a partir de junho deste ano. 

Telefonia fixa em queda livre 

Enquanto a banda larga e o 5G estão em ascensão, a telefonia fixa amargura uma verdadeira queda livre. O que já foi motivo de status no passado, hoje é deficitário. Houve uma queda de 5,8% em comparação com 2021. 

TVs por assinatura têm avanços 

Os serviços de TV por assinatura fecharam 2021 com 16 milhões de acessos, o que corresponde a um aumento de 8,1% em comparação com 2020. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!