Não foi desta vez: a estreia da startup aeroespacial Astra na costa leste dos EUA acabou com um tiro na água, literalmente — a tentativa da empresa de colocar quatro satélites CubeSat em órbita, na última quinta-feira (10) acabou quando seu foguete caiu no Oceano Atlântico, destruindo por completo a sua carga.

Três dos satélites levados foram construídos por universidades no Alabama, Novo México e Califórnia, enquanto o quarto era uma criação da agência espacial norte-americana (NASA). No vídeo, é possível ver o momento em que (trocadilho intencional) tudo foi por água abaixo, logo após a separação do primeiro estágio.

Leia também

Foram as câmeras acopladas ao segundo estágio que preconizaram o início do fim: pouco depois da primeira separação, a segunda parte do foguete entrou em ignição e, aparentemente, começou a balançar de forma errática. O vídeo então foi cortado de volta à base de lançamento e, pouco depois, a narração da transmissão confirmou que o veículo falhou em atingir a órbita da Terra.

publicidade

“Eu estou com o nosso time, observando os dados, e vamos oferecer atualizações assim que possível”, disse o CEO da Astra, Chris Kemp, pouco depois do foguete atingir o oceano. A NASA também comunicou estar oferecendo todo o suporte necessário à companhia, que tentou realizar seu primeiro voo a partir de Cabo Canaveral, um local da Flórida bastante conhecido pela indústria aeroespacial.

O lançamento foi o primeiro em caráter oficial da Astra, após um teste bem sucedido executado em novembro. Partindo do Alasca, uma carga falsa foi posicionada no segundo estágio daquele foguete mediante contrato da Space Force, e atingiu a órbita sem problemas.

(Muito) antes disso, em outro teste, a Astra acabou viralizando no Twitter após uma falha fazer com que um de seus foguetes saísse “de ladinho” da base.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!