Provando que ainda desempenha muito bem o seu papel, o telescópio espacial Hubble registrou uma imagem do que parece ser a fusão de três galáxias em pleno progresso — com todas as distorções causadas e a mistura dos agrupamentos de estrelas.

A imagem é parte de um programa conhecido como “Zoológico Galático” (“Galactic Zoo”, no original em inglês), que incentivava astrônomos amadores a usarem os instrumentos do Hubble para observar e identificar os objetos mais distantes ou estranhos, para que especialistas possam analisar o material e fazer a devida pesquisa.

publicidade

Leia também

Uma nova imagem do Hubble mostra o que provavelmente consiste de três galáxias se fundindo, há milhões de anos-luz da Terra
Uma nova imagem do Hubble mostra o que provavelmente consiste de três galáxias se fundindo, há milhões de anos-luz da Terra (Imagem: ESA/Hubble & NASA, W. Keel, Dark Energy Survey, Department of Energy, Fermilab, Dark Energy Survey Camera, (DECam), Cerro Tololo Inter-American Observatory, NoirLab/National Science Foundation/AURA, Sloan Digital Sky Survey; Reconhecimento: J. Schmidt)

O que você vê na imagem acima é a fusão IC 2431, localizada há 681 milhões de anos-luz da Terra, na constelação de Câncer. Há uma densa nuvem de poeira cósmica deixando o centro mais escuro, porém a luminosidade de uma galáxia ao fundo deixa transparecer as suas extremidades.

Segundo as informações divulgadas, o material foi identificado há alguns anos por astrônomos amadores, por meio do instrumento ACS (Advanced Camera for Surveys) do Hubble. No projeto original, o “Zoológico Galático” juntou cerca de 100 mil voluntários que identificaram mais ou menos 900 mil objetos no espaço.

Em versões posteriores, foram incluídos “eventos” na pesquisa, como fusão de galáxias, supernovas e outros episódios cósmicos. Ao todo, o projeto é tido como o maior censo astronômico já executado, e fez em 175 dias o que um astrônomo demoraria a vida inteira para conseguir.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!