A Apple já tinha anunciado que estava trabalhando em melhorias para suas medidas anti-stalking para AirTags e outros acessórios da rede Find My. Agora a companhia está cumprindo a promessa, incluindo novas medidas no iOS 15.4 beta 4 para dificultar que AirTags sejam usadas para stalkear pessoas.

Um dos novos recursos é um aviso óbvio quando o usuário tenta emparelhar uma nova AirTag. O alerta diz ao usuário para não usar AirTags para stalking, menciona que as informações pessoais do usuário estão vinculadas ao dispositivo de rastreamento, e que usar o dispositivo para rastrear uma pessoa sem consentimento é crime em vários países.

Imagem / 9to5Mac

Antes da atualização para iOS 15.4, iPhones apenas mostravam uma notificação de que um acessório desconhecido foi detectado se movendo com a pessoa, e que o dispositivo não estava vinculado à sua conta. Isso podia causar medo desnecessário de stalking se a pessoa tivesse emprestado um par de AirPods de um amigo, por exemplo, que também geram a notificação. Um aviso agora deixa claro quando o acessório é os AirPods e quando é um dispositivo de rastreamento desconhecido mesmo.

A atualização também vai habilitar localização precisa para AirTags desconhecidas detectadas perto do usuário. Quem tem um iPhone habilitado para UWB poderá ver exatamente onde um AirTag foi colocado em seus pertences. Isso vai facilitar muito encontrar AirTags sendo usadas para stalking, já que os dispositivos são bem difíceis de encontrar de outro jeito.

publicidade

Leia mais:

Como o XDA-Developers apontou, essas medidas anti-stalking provavelmente não vão acabar com o uso indevido de AirTags, mas vão dificultar as coisas para stalkers tentando usar a tecnologia. O novo alerta também pode fazer um stalker hesitante mudar de ideia, já que menciona que as informações pessoais do usuário podem ser acessadas pelas autoridades.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!