Após uma série de adiamentos, na madrugada desta quarta-feira (27), às 4h52 (pelo horário de Brasília), a missão SpaceX Crew-4 foi lançada com sucesso rumo à Estação Espacial Internacional (ISS), onde a cápsula Dragon Freedom deve atracar por volta das 21h15. Com esse lançamento, que você pode assistir aqui, o número de voos tripulados da empresa chega a sete. 

O foguete Falcon 9, da SpaceX, com a cápsula Crew Dragon Freedom no topo, minutos antes do lançamento. Imagem: NASA TV

Quatro tripulantes embarcaram a bordo da cápsula, lançada no topo de um foguete Falcon 9, que decolou a partir da plataforma de lançamento (Pad) 39A, no Centro Espacial Kennedy da agência espacial norte-americana. São eles: Kjell Lindgren e Robert Hines, da NASA, além de Jessica Watkins e Samantha Cristoforetti, da Agência Espacial Europeia (ESA).

publicidade

“É um privilégio começar a pilotar este novo veículo, o Crew Dragon Freedom, para a órbita”, disse Lindgren, já no espaço, após o lançamento. “Estamos nos sentindo ótimos e estamos ansiosos pela vista”.

À esquerda, o foguete Falcon 9 posicionado na plataforma de lançamento, com a cápsula Crew Dragon Freedom no topo. À direita, uma imagem interna da espaçonave mostra a tripulação aguardando a decolagem. Imagem: NASA TV

Cerca de 9,5 minutos após a decolagem, o primeiro estágio do foguete, designado B1067, pousou com sucesso na balsa de pouso da SpaceX chamada “A Shortfall Of Gravitas”, ou simplesmente “ASOG”, no Oceano Atlântico, completando o quarto voo do propulsor.

Anteriormente, o veículo reutilizável lançou a missão de carga CRS-22 e o voo Crew-3 para a NASA, bem como o satélite Türksat 5B, em junho, novembro e dezembro do ano passado, respectivamente. 

Leia mais:

O lançamento da missão Crew-4 vem na esteira de outra missão tripulada conduzida pela SpaceX, a Ax-1, da Axiom Space, que foi lançada à ISS em 8 de abril e pousou na costa de Jacksonville, na Flórida, na tarde de segunda-feira (25). 

De acordo com o site Space.com, a decolagem da Crew-4 marca uma nova e histórica cadência para a SpaceX, que agora lançou duas tripulações do mesmo bloco com menos de três semanas de intervalo.

Tripulação da SpaceX Crew-3 vai retornar à Terra após a chegada da missão Crew-4 à ISS

Originalmente programada para uma semana antes, a data de lançamento da missão Crew-4 foi adiada devido à saída atrasada da tripulação da Ax-1 da ISS. Além do fato de que as cápsulas Dragon de ambas as missões estavam programadas para ocupar o mesmo porto de acoplamento no laboratório orbital, o pessoal de suporte da NASA e da SpaceX queria até dois dias entre o retorno da Ax-1 e o lançamento da Crew-4 para “completar as revisões de dados e os ativos de recuperação de estágio”, disse Kathy Lueders, chefe de voo espacial humano da NASA, em um tweet. 

Diante dos atrasos contínuos, Lueders assegurou: “39 horas entre as operações nos dá tempo suficiente para terminar o trabalho”.

Os astronautas da Crew-3 ainda estão a bordo da ISS, e espera-se que eles voltem para casa logo após a chegada da tripulação da Crew-4 ao laboratório orbital, onde passarão seis meses, aproximadamente.

Durante esse período, eles pretendem realizar mais de 200 experimentos científicos e pelo menos duas caminhadas espaciais de astronautas da NASA. Além disso, é previsto que a especialista em missão Samantha Cristoforetti participe de uma caminhada espacial com membros da tripulação russa da ISS.

Em meados de setembro, após o lançamento da missão Crew-5, a cápsula Freedom está programada para retornar à Terra com um pouso na costa da Flórida, podendo ser no Golfo do México ou Oceano Atlântico.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!