Medicina e Saúde

OMS investiga 348 casos suspeitos de hepatite misteriosa em crianças 

10/05/22 15h36
Ilustração 3D de um fígado atingido pela hepatite C

Imagem: Explode/Shutterstock

Os casos da hepatite de causa misteriosa continuam aumentando no mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 348 casos suspeitos estão sendo investigados neste momento em cerca de 20 países. Outros 70 já haviam sido classificados como “pendente”, o que significa que ainda faltam exames para confirmar a doença

A maior parte dos casos confirmados, cerca de 163, são do Reino Unido, que lidera as investigações para descobrir a origem da doença. A principal suspeita é que a contaminação envolve o adenovírus, um tipo comum de vírus ligado a outros tipos de doenças respiratórias.

“Na última semana, houve importantes progressos com as investigações”, disse Philippa Easterbrook, investigadora do programa global de hepatite da OMS. “No presente, a hipótese mais forte continua a envolver um adenovírus”, completou.

Hepatite misteriosa no Brasil

Atualmente o Ministério da Saúde monitora sete casos suspeitos da hepatite misteriosa. Os casos estão sendo investigados e os pacientes monitorados através da  Rede Nacional de Vigilância Hospitalar (RENAVEH). “A pasta orienta aos profissionais de saúde e da Rede Nacional de Vigilância, Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública do Sistema Único de Saúde (VigiAR-SUS) que suspeitas sejam notificadas imediatamente”, diz a nota divulgada pela pasta.

Leia também!

Ainda não se sabe qual a origem da doença, apenas que ela não está associada aos casos mais comuns de hepatite A, B, C, D, e E. Os sintomas incluem principalmente dor abdominal, além de diarreia, vômito e pele e/ou olhos amarelados. 

A OMS apontou que a primeira morte pela hepatite infantil foi relatada no final de abril. O órgão não revelou detalhes do paciente para proteger sua identidade.  

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags