Dois líderes sêniores do Twitter foram demitidos pelo presidente- executivo da rede social, Parag Agrawal, na primeira mudança na gestão desde que o bilionário Elon Musk anunciou a compra do microblog por US$ 44 bilhões, quantia que ainda não foi paga. 

Revisões nos empregos

Em memorando divulgado nesta quinta-feira (12), Agrawal informou que o Twitter interromperá a maioria das contratações e que também vai revisar o planejamento sobre a gestão de pessoas. 

publicidade

Kayvon Beykpour, que liderou a divisão de consumidores do Twitter, e Bruce Falck, que supervisionou a receita, twittaram que as saídas não foram suas decisões. E também agradeceram aos integrantes de suas equipes.

“Parag me pediu para sair depois de me informar que quer levar a equipe em uma direção diferente”, twittou Beykpour, acrescentando que ainda estava em licença-paternidade do Twitter.

“Vou esclarecer que também fui demitido por (Parag)”, tuitou Falck. Em sua nota à equipe, Agrawal disse que o Twitter não conseguiu atingir as metas de crescimento de usuários e receita estabelecidas em 2020.

Leia mais:

A empresa tinha como meta US$ 7,5 bilhões em receita anual e 315 milhões de usuários diários até o final de 2023, mas retirou essas previsões em seu recente relatório de ganhos. Falck agradeceu sua equipe em um tweet e atualizou sua biografia, escrevendo: “desempregado”.

Via: Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!