Não são apenas as montadoras de carros e indústrias de vários setores da economia que estão sentindo os efeitos pós pandemia. As startups também tiveram uma imensa queda nos investimentos e, agora, amargam um momento de crise, o que está refletindo em inúmeras demissões. Além dos efeitos das restrições impostas pelo combate ao coronavírus, há ainda as incertezas econômicas ocasionadas pela guerra entre Rússia e Ucrânia, aumento da inflação e juros em escala mundial. Consequentemente, o mercado de venture capital já não é o mesmo comparado ao passado. 

RH chamando 

Nos últimos meses, startups como Ebanx, Facility, Olist, QuintoAndar, entre outras, já anunciaram várias demissões, algumas com mais de 300 cortes. 

publicidade

Diante desse cenário, o programador carioca João Gabriel Santos criou um site que compila as demissões das maiores e mais importantes empresas de tecnologia do país. 

O Layoffs Brasil é um site que traz listas públicas sobre os cortes, permitindo que os demitidos cadastrem as informações sobre a posição que deixaram, como também quais times foram afetados.

Os dados mostram que as movimentações afetam desde startups mais novas, até as fundamentadas unicórnios da primeira geração. 

Escritório do QuintoAndar
De acordo com o levantamento do Layoffs Brasil, a startup QuintoAndar já demitiu 160 funcionários neste ano; cortes atingem até mesmo as unicórnios. Imagem: QuintoAndar/Divulgação

Leia mais:

Veja lista com as startups que mais demitiram

Com dispensas ocorrendo desde de março, o cenário não é nada promissor e está deixando muitos profissionais de cabelo em pé. 

“Eu vi o cenário de demissões se formando e senti que poderia contribuir de alguma forma. Em poucas horas de uma manhã botei a página no ar com recursos próprios. No primeiro dia, tive mais de 40 mil acessos. Por hora, a ideia é ser um centralizador gratuito, mais tarde, talvez possa criar uma forma de ajudar na oferta de trabalho e também exibir dados demográficos sobre os cortes, mostrando, por exemplo, se minorias foram mais afetadas”, informou João Santos.

De acordo com as informações obtidas pelo Layoff Brasil, veja a lista das dez startups que mais realizaram demissões em massa nos últimos meses: 

  • Ebanx: 340 demissões;
  • Kavak: 300 demissões;
  • Facily: cerca de 200 demissões;
  • Vtex: 193 demissões;
  • Favo: 170 demissões;
  • QuintoAndar: 160 demissões;
  • Loft: 159 demissões;
  • Olist: 150 demissões;
  • Liv Up: 100 demissões;
  • SumUp: 92 demissões.

Via: Exame

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!