A empresa Hornsdale Power Reserve (HPR) foi condenada pelo órgão regulatório de energia da Austrália a pagar AUD 900 mil (pouco mais de R$ 3,2 milhões) em multas por receber subsídios do governo local para oferecer serviços de backup energético, mas nunca cumprir com a demanda. A HPR é conhecida por ser fornecedora de componentes das baterias da Tesla, de Elon Musk.

Segundo as informações divulgadas pelo sistema judiciário australiano, a HPR não deve recorrer da ação, uma vez que admitiu não ser capaz de oferecer o serviço, apesar de aceitar o pagamento por ele.

publicidade

Leia também

A planta energética da Hornsdale Power Reserve, na Austrália: fornecedora de componentes de bateria da Tesla foi condenada a pagar multa por aceitar dinheiro do governo local sem poder entregar a demanda pedida
A planta energética da Hornsdale Power Reserve, na Austrália: fornecedora de componentes de bateria da Tesla foi condenada a pagar multa por aceitar dinheiro do governo local sem poder entregar a demanda pedida (Imagem: HPR/Divulgação)

O problema veio à tona após uma queda de energia ocorrer na usina de Kogan Creek, uma central elétrica de 750 megawatts (MW) de carvão pertencente à empresa CS Energy em Darling Downs, em Queensland. A usina, com valor de mercado de US$ 1,2 bilhão (R$ 6,4 bilhões), está situada em Brigalow, na Bacia de Surat, entre Dalby e Chinchilla.

A queda de energia causou perturbações por toda a rede elétrica local e, como backup, era o trabalho da fornecedora de baterias das Tesla providenciar o resgate energético por meio do item produzido – o que não aconteceu. A bateria estava instalada e operante, mas entregava menos energia que o necessário após, supostamente, uma atualização de firmware promovida pela empresa de Elon Musk no início de 2019.

Durante o anúncio da pena, o juiz da Corte Federal, Anthony Besanko, também confirmou que a HPR deverá devolver os AUD 3,3 milhões (R$ 11,99 milhões) recebidos pela empresa do governo. A chairwoman do órgão regulatório de energia, Clare Savage, disse que a multa “leva uma importante mensagem ao mercado, já que novos operadores estão se conectando à rede elétrica”:

“É essencial que as geradoras de energia façam o que dizem poder fazer se vamos manter as luzes acesas durante a rápida transição do nosso mercado para uma geração de energia mais renovável”, ela disse. “É o que se espera para toda casa, pequena empresa e grande empresa por toda a Austrália quando elas pagam suas contas de luz. Nós dependemos de informações corretas e exatas, bem como o cumprimento de ofertas e instruções de entrega, a fim de garantir que desvios de frequência possam ser estabilizados”.

A Tesla não comentou o caso.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!