Um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento do Autopilot, sistema de direção autônoma da Tesla, Andrej Karpathy, anunciou na quarta-feira (13) que irá deixar a empresa.

A saída de Karpathy, que atualmente era chefe de inteligência artificial, acompanha uma onda de mais de 200 demissões ligadas ao desenvolvimento de piloto automático na companhia de Elon Musk.

Vídeo relacionado

“Foi um grande prazer ajudar a Tesla a atingir seus objetivos nos últimos 5 anos e uma decisão de separação difícil”, disse Karpathy, por meio de sua conta no Twitter. “Nesse tempo, o Autopilot passou de [um sistema para] permanência na faixa para as ruas da cidade e estou ansioso para ver a equipe excepcionalmente forte continuar essa pegada.”

O ex-executivo também afirma que não tem planos concretos para o futuro, mas planeja revisitar suas paixões de longo prazo, como trabalho técnico em inteligência artificial, código aberto e educação.

publicidade

De acordo com informações da Bloomberg, Karpathy planejava voltar à Tesla neste mês após licença sabática para “descansar e viajar”.

Leia mais:

publicidade

Retirada amistosa

A retirada de Karpathy parece ter sido amigável. No Twitter, o CEO Elon Musk respondeu gentilmente ao tuíte de saída do ex-funcionário. “Obrigado por tudo que fez pela Tesla! Foi uma honra trabalhar com você”, disse o magnata.

Karpathy entrou na Tesla em 2017 e assumiu a chefia de inteligência artificial após Chris Lattner, ex-Apple, ficar seis meses no cargo.

publicidade

Como líder do departamento, supervisionou o crescimento e o desenvolvimento do Autopilot, o controverso software de assistência ao motorista da Tesla. Atualmente, o programa está sob investigação do governo dos Estados Unidos após a eclosão de acidentes fatais relacionados ao seu uso.

Com informações do The Verge

*Crédito da imagem principal: Askarim/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!