A SpaceX executou o 25º lançamento de uma cápsula Dragon não tripulada, para a entrega de suprimentos à Estação Espacial Internacional (ISS). A cápsula levantou voo acoplada a um foguete Falcon 9 na noite desta quinta-feira (14), às 21h44 (horário de Brasília), com previsão de se atracar na estação na manhã deste sábado (16).

A missão foi batizada de “CRS-25” (Commercial Resupply Services) e partiu do complexo de lançamento 39A do Centro Espacial Kennedy. Pouco mais de dois minutos após a partida, os dois estágios do foguete Falcon 9 de separaram e, enquanto o segundo estágio levava a cápsula Dragon à órbita, o estágio principal retornou de forma segura à Terra, pousando sem dificuldades no navio-drone A Shortfall Of Gravitas, da SpaceX.

publicidade

Leia também

A missão partiu de forma tardia, vale lembrar, tendo em vista que ela estava originalmente planejada para sair no mês passado. O atraso se deu pela detecção de altos níveis de vapor de hidrazina em parte dos sistemas de propulsão da cápsula durante seu abastecimento. O composto químico é usado para que a cápsula levante voo, mas é altamente corrosivo a equipamentos que não foram feitos especificamente para interagir com ele.

Por causa disso, várias revisões da cápsula fizeram com que a missão fosse adiada três vezes ao longo de várias semanas. De acordo com a NASA, durante este tempo, alguns equipamentos foram afetados pelo vapor, exigindo revisão ou troca: tal foi o caso dos paraquedas que vão desacelerar a descida da cápsula quando esta voltar à Terra – ao menos um deles teve que ser trocado.

Felizmente, com tudo isso para trás, a missão CRS-25 conseguiu deixar a Terra, levando consigo pouco mais de 2,5 toneladas de suprimentos, que incluem materiais de suporte científico para mais de 40 pesquisas em curso dentro da ISS, além de diversos mantimentos de base, como comidas frescas: “estamos enviando maçãs, laranjas, mini tomates, cebolas, mini cenouras, alho, creme taine, queijo e salsichas secas”, disse Dana Weigel, gerente do programa CRS na NASA. “Uma mistura bem variada de comida para a equipe”.

A cápsula Dragon deverá permanecer atracada na ISS por 33 dias. Depois desse período, ela deve retornar à Terra com quase o mesmo volume de carga de quando saiu, incluindo amostras e equipamentos usados de mais ou menos 50 estudos, bem como dejetos e suprimentos usados/descartados.

A Dragon também trará de volta um traje espacial usado pelo astronauta Matthias Maurer, da agência espacial europeia (ESA). Em março deste ano, durante uma caminhada espacial, Maurer percebeu que seu traje apresentou um vazamento de água. Como o traje é totalmente isolado do ambiente externo, um vazamento de água na parte de dentro pode ser fatal. Não por menos, a NASA suspendeu todas as caminhadas espaciais até que a situação possa ser averiguada a fundo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!