O Departamento de Estado dos Estados Unidos está oferecendo recompensas de até US$ 10 milhões por qualquer informação ou ajuda que impulsione as investigações sobre o roubo de criptomoedas, a espionagem cibernética e outras atividades ilícitas apoiadas pelo Estado da Coreia do Norte.

Em um tweet, o departamento disse: “Se você tiver informações sobre quaisquer indivíduos associados a grupos cibernéticos maliciosos vinculados ao governo norte-coreano (como Andariel, APT38, Bluenoroff, Guardiões da Paz, Kimsuky ou Lazarus Group) e que estejam envolvidos em atacar infraestrutura crítica dos EUA em violação o Computer Fraud and Abuse Act, você pode ser elegível para uma recompensa”.

Leia mais:

A recompensa atual é o dobro do valor que a agência estava oferecendo em março de 2022. Na época, estavam pedindo detalhes sobre as estruturas financeiras utilizadas pelo Estado que trabalhavam em nome do governo norte-coreano.

publicidade

O desenrolar acontece após o Departamento de Justiça dos EUA divulgar a apreensão de US$ 500 mil em Bitcoin de hackers norte-coreanos, que extorquiram pagamentos digitais utilizando um novo malware, chamado de Maui.

No começo deste ano, a empresa de análise de blockchain Chainalysis divulgou um documento que vinculava o Lazarus Group a sete ataques em plataformas de criptomoedas em 2021, roubando aproximadamente US$ 400 milhões em ativos virtuais.

A Microsoft também advertiu que o cluster de atividades norte-coreano nomeado de DEV-0530 estaria utilizando diversos de ransomware personalizado, com nome de H0lyGh0st para quebrar e invadir com sucesso pequenas empresas em vários países.

Para criar receita ilegal e mitigar o impacto das sanções, o roubo financeiro cibernético e as operações de lavagem de dinheiro, ransomware, criptojacking e extorsão estão em primeiro lugar do manual tático dos hackers alinhados a Pyongyang.

EUA oferecem recompensa de US$ 10 milhões por informações de hackers
Imagem: REDPIXEL.PL/Shutterstock

A Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura dos EUA (CISA) comunicou: “O governo norte-coreano – oficialmente conhecido como República Popular Democrática da Coreia (RPDC) – emprega atividades cibernéticas maliciosas para coletar inteligência, realizar ataques e gerar receita”.

“A Coreia do Norte realizou roubo cibernético contra instituições financeiras e exchanges de criptomoedas em todo o mundo, potencialmente roubando centenas de milhões de dólares, provavelmente para financiar prioridades do governo, como seus programas nuclear e de mísseis”, finalizou a CISA.

Via: The Hacker News

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!