Um iate de quase 40 metros foi visto afundando a pouco mais de 16 km da Marina de Catanzaro, costa da Itália. Conhecida como ‘My Saga’, a embarcação partiu de Gallipoli com 9 passageiros e tinha como destino Milazzo, na Sicília. 

Tudo corria bem até a noite da última sexta-feira (19), quando os tripulantes notaram que a popa do barco estava acumulando água. O capitão, então, procurou ajuda e foi atendido por um barco de resgate de Crotone. 

Vídeo relacionado

De início, quatro passageiros e um membro da tripulação foram transferidos para a outra embarcação, enquanto o capitão e o restante dos tripulantes ainda tentavam evitar que o iate afundasse, informou o Super Yacht Times.

Já na manhã de sábado, um rebocador foi enviado ao local para tentar salvar o barco e transportá-lo em segurança até o porto de Crotone. Entretanto, devido às condições meteorológicas e à inclinação aguda do iate, não foi possível salvá-lo do pior.

publicidade

O que se seguiu foi o casco sendo inevitavelmente invadido pela água, o que levou ao naufrágio total. Um vídeo captado momentos antes do barco afundar está sendo compartilhado nas redes sociais:

A boa notícia é que felizmente todos os passageiros e tripulantes se salvaram. Agora, uma investigação será iniciada para saber o que causou o acidente. Alguns já apontam para uma falha de projeto.

publicidade

“A tendência de colocar janelas, portas e demais acessos na linha da água ou abaixo dela nas embarcações não é lógica”, comentou um especialista no canal “eSysman SuperYachtsoutro” no YouTube. “Construir projetos assim é pedir problemas”, acrescentou.

Um dos maiores iates do mundo

Construído em 2007 pela Monaco Yachting & Technologies em Pisa, Itália, o ‘My Saga’ tinha 39,4 m, com design exterior e interior assinados por empresas e artistas renomados. Com três decks, seis cabines para hóspedes e quatro cabines para a tripulação, a embarcação chegou a figurar na posição 2288 no ranking de maiores iates do mundo. Coincidentemente, tinha sido vendida para o sétimo dono este ano.

publicidade

O Saga tinha capacidade para acomodar até 19 pessoas, 12 convidados e 7 tripulantes, incluindo o capitão. A estrutura, feita de aço e alumínio, era impulsionada por dois motores capazes de produzir 1006 cv.

Veja também:

Via: Marine Industry News, Autoevolution

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!