A Intel Corp e Brookfield Asset Management firmaram uma parceria nesta terça-feira (23) para financiar até US$30 bilhões, cerca de R$153 bilhões na cotação atual, para produção de chips em uma fábrica no Arizona, Estados Unidos.

A Brookfield vai investir até US$15 bilhões por uma participação de 49% no projeto, já a Intel que vai investir o restante assumirá o controle operacional de duas fábricas de chips avançados em Chandler, Arizona.

O investimento faz parte de um acordo assinado em fevereiro entre a Intel e Brookfield para encontrar alternativas de financiar projetos e ajudar a financiar novos locais de fabricação da Intel.

Leia mais:

publicidade

No mês passado a fabricante de chips cortou as previsões anuais por causa da queda na demanda de PCs. Em janeiro deste ano, a Intel divulgou que gastaria cerca de US$ 20 bilhões com a abertura de uma fábrica em Ohio. No ano passado, a empresa realizou a abertura de duas fábricas no Arizona. 

Após Pat Gelsinger assumir como CEO, a Intel anunciou um plano de investimento de 80 bilhões de euros na Europa, a decisão é uma estratégia da empresa para equilibrar a demanda da indústria global de semicondutores.

Lei CHIPS

O acordo de investimento ocorre após a Lei CHIPS – sigla de Lei de Criação de Incentivos Úteis para Produzir Semicondutores – ter sido assinada pelo presidente norte-americano Joe Biden. A lei tem como objetivo ajudar empresas americanas de semicondutores com uma verba de US$ 52,7 bilhões de dólares. A lei também garante crédito fiscal de investimento estimado em US$ 24 bilhões.

Com informações de Reuters

Imagem: Ireshetnikov54/Shutterstock.com

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.