Dias após divulgar o primeiro teaser, a Activision revelou, nesta quinta-feira (15), que lançará no ano que vem “Call of Duty: Warzone Mobile” para dispositivos Android e iOS.

A versão mobile com partidas de até 120 jogadores, tendo operadores, armas, locais e combates já conhecidos pelos jogadores de “Warzone”.

Leia mais:

Contudo, a Activision não compartilhou informações sobre possíveis microtransações no jogo, algo que deve acontecer, visto que o sistema foi incorporado ao “Call of Duty: Mobile” em 2019 e, até o momento, o estúdio já faturou mais de US$ 1,5 bilhão com este tipo de transação, tanto no iOS, como no Android.

publicidade

Futuro da franquia

Se “Call of Duty: Mobile” foi um teste, “Warzone Mobile” é o jogo final da Activision, pois ele faz parte de um esquema de unificação para toda a franquia “Call of Duty”, com a Activision integrando “Warzone” e jogos móveis em um ecossistema com a mesma tecnologia subjacente. Esse movimento desbloqueia progressão compartilhada, socialização e pagamentos em plataformas e títulos.

Embora a franquia esteja se unindo de novas maneiras, o “Warzone Mobile” apresentará listas de reprodução, eventos e conteúdo específicos para dispositivos móveis. A Activision também promete opções de personalização profundas para jogos portáteis.

O jogo está sendo desenvolvido com a colaboração de vários estúdios, incluindo Activision Shanghai, Beenox, Digital Legends e Solid State Studios. O pré-registro de “Call of Duty: Warzone Mobile” já está disponível no Google Play.

Com informações de Engadget

Imagem destacada: Divulgação/Activision

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!