Em meio aos esforços das empresas para aposentar de vez os motores a combustão, a americana Goodyear já definiu uma data para dispensar o uso de petróleo na fabricação de pneus: 2040. Para isso, a gigante do setor está apostando em novos conceitos.

O mais recente é o Eagle Go, pneus que usam menos derivados de petróleo na composição e podem rodar por até 500 mil km, segundo a marca (como comparativo, um motor a combustão moderno dura em média 240 mil km).

Veja também:

A novidade foi apresentada pela primeira vez no carro-conceito Citroën Oli, falamos mais sobre ele aqui. De início, a banda de rodagem dos pneus — a parte responsável pela aderência do carro com a superfície —, é feita de óleo de girassol, resinas de pinheiro, borracha natural da árvore Hevea brasiliensis (usada para substituir a borracha sintética) e sílica de cinzas de casca de arroz.

publicidade

Já a carcaça (ou estrutura interna) é composta por 90% de materiais reciclados.

No Citroën Oli, as rodas também são diferentes. Para não serem tão caras quanto as de alumínio e pesadas como as de aço, são rodas híbridas e 15% mais leves. Imagem: Citroën/Divulgação

Segundo a Goodyear, toda a matéria-prima vem de métodos de agricultura e cultivo sustentáveis e o segredo para a vida útil passa por uma prática muito conhecida no Brasil, a recauchutagem. Basicamente, o processo reaproveita a carcaça de um pneu usado e aplica borracha não vulcanizada em toda a sua superfície de contato.

Os pneus Eagle Go podem ter a sua banda de rodagem trocada por duas vezes. Na prática, a duração da “primeira vida” é de 150 mil km, ainda muito acima de um pneu tradicional. Em média, pneus convencionais duram de 40 até 80 mil quilômetros (o que depende de uma série de fatores, como as condições da via, cuidados com manutenção, revisão, entre outros).

Pneus inteligentes

Outra novidade é que o pneu consegue saber quando está perto do fim por meio de um sensor que cuida de vários parâmetros, como temperatura, pressão e desgaste. Essa tecnologia chamada SightLine estará presente em todos os pneus da Goodyear até 2027.

“A arquitetura de pneus percorreu um longo caminho incorporando materiais sustentáveis e tecnologias inteligentes”, explicou Laurent Colantonio, diretor regional de tecnologia da Goodyear EMEA (Europa, Oriente Médio e África). “Com a Citroën, temos um relacionamento que proporciona um ótimo teste para o desenvolvimento e teste de novas tecnologias”, acrescentou. O Eagle GO é o terceiro pneu conceito desenvolvido em parceria com a montadora francesa.

Imagem principal: Goodyear/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!