Um novo streaming chegou ao mercado nos últimos dias, a Multi+, com preços competitivos, incluindo um plano básico que custa R$ 7,90. Mas o serviço vale a pena? É possível que a Netflix, e outros streamings estabelecidos, corram perigo com a chegada desta nova opção?

Pensando nestas possíveis dúvidas, o Olhar Digital testou a Multi+, novo serviço da Multi que tem planos que variam entre R$ 7,90 e R$ 37,90.

publicidade

Leia mais:

Apesar de se tratar de um serviço de streaming, a Multi+ tem um foco muito grande em Canais Ao Vivo, o que o torna mais comparável a serviços como o DirecTV Go. O plano de R$ 7,90 mensais, chamado apenas de Multi Mais, conta com apenas sete canais lineares até o momento: MTV, MTV Live, Comedy Central, Paramount+, Nickelodeon e Nick Jr.

publicidade
Canais lineares disponíveis no plano Multi Mais. Imagem: Captura de Tela/Multi+

Já os planos Multi Mais TV (R$ 29,90/mês) e Multi Mais Cine TV (R$ 34,90/mês) contam com uma lista que inclui 51 canais ao vivo, que podem ser conferidos na imagem abaixo:

multi+
Imagem: Captura de Tela/Multi+

A grade de canais é bastante simples, com o maior destaque ficando por conta do canal linear do Paramount+. Quando comparado com serviços especializados em canais ao vivo como o DirecTV Go, a grade de canais da Multi+ é bastante limitada, com uma grande quantidade de canais abertos na lista.

publicidade

Além dos seis canais lineares mencionados acima, o plano mais simples contempla alguns outros serviços, como conteúdos da produtora brasileira Medialand, o NSports – onde são disponibilizadas transmissões ao vivo de competições nacionais como a Superliga de Vôlei Masculino e Feminino, a Liga de Basquete Feminino e as ligas nacionais de futsal feminino e masculino -, além de competições como a Copa do Mundo de Beach Tennis.

Para os fãs destas competições esportivas, a Multi+ é uma excelente opção, pois é possível assistir às partidas por um custo baixo de apenas R$ 7,90 mensais. Outros conteúdos presentes incluem os do estúdio Awesomeness, da CNN e Warner Bros., além de acesso ao Stingray Music.

publicidade

O catálogo de conteúdos on demand é extremamente limitado, apesar de contar com algumas produções clássicas. A plataforma também conta com uma loja de aluguel de filmes.

serviço multi+
Número de conteúdos no plano de R$ 7,90 é bastante limitado. Imagem: Captura de Tela/Multi+

No plano básico de R$ 7,90, ao navegar pelas categorias, encontramos um número baixo de conteúdos em cada uma. No momento de nossa consulta, este era o número em cada categoria:

  • Awesomeness: 15 conteúdos
  • Documentários: 14 conteúdos
  • Ficção Científica: 9 conteúdos
  • Suspense e Terror: 13 conteúdos
  • Ação e Aventura: 18 conteúdos
  • Drama: 20 conteúdos
  • Romance: 8 conteúdos
  • Comédia: 20 conteúdos
  • Filmes para toda a família: 3 conteúdos
  • Séries: 20 conteúdos

Os planos mais completos, além de contarem com um catálogo muito maior, que em sua maioria incluem os conteúdos da Paramount, possuem uma variação de benefícios. O segundo plano mais barato, com custo de R$ 21,90 mensais, é o Multi Mais Cine, inclui 11.000 horas de conteúdo, em comparação às 1.000 horas do plano básico.

Este número é impulsionado pela adição dos conteúdos da Paramount, mas também é possível ter as mesmas 1.000 horas do plano Multi Mais (R$ 7,90) no plano Multi Mais TV (R$ 29,90), que em vez de contar com o Paramount+, foca em canais lineares, contando com todos os 51 canais disponíveis na plataforma.

Existem ainda dois planos que podemos considerar como avançados na Multi+: o Multi Mais Cine TV e o Multi Mais Pipoca. Ambos contam com mais de 11.000 horas de conteúdo, porém enquanto um possui a inclusão dos 51 canais ao vivo, o outro oferece acesso a outro streaming: a HBO Max.

Ao analisar os planos, senti falta de um que contemplasse tanto canais ao vivo, 11.000 horas de conteúdo e a HBO Max. Como as coisas estão agora, não existe um plano completo da Multi+, sendo necessário escolher entre ter canais lineares, ou HBO Max.

Outra crítica fica por conta da própria plataforma. Ao fechar a assinatura de um plano, a Multi+ não apresenta um resumo da assinatura antes do fechamento do plano. Caso haja dúvida em relação ao plano escolhido, é necessário reiniciar todo o processo de cadastro.

A plataforma também apresenta algumas falhas de carregamento ao trocar de páginas, algumas vezes se tornando necessário atualizar a página e aguardar períodos longos para que os conteúdos voltem a aparecer. Esta falha é bastante irritante para novos usuários de um serviço, e pode causar cancelamentos antes do fim do período de testes gratuito de 7 dias.

Por outro lado, não tivemos dificuldades em contatar o serviço de atendimento ao cliente da Multi+, que respondeu rapidamente ao contato via WhatsApp e tirou dúvidas sobre a plataforma sem a demora usual deste tipo de serviço.

Apesar de ter um plano com um valor baixíssimo, a Multi+ não deve oferecer qualquer ameaça à Netflix ou a outros streamings estabelecidos, pois seu catálogo neste plano é extremamente limitado, sem novidades e não possui os atrativos dos conteúdos originais de outras plataformas.

Em relação a um comparativo ao DirecTV Go, plataforma com uma proposta mais parecida com o Multi+, o novo serviço ainda precisa melhorar e incorporar novos canais para conseguir concorrer de forma mais forte.

Por enquanto, o plano de R$ 7,90 deve ser atrativo para quem busca uma opção mais barata para assistir a conteúdos específicos como alguns dos seis canais – aqueles que tem filhos podem se interessar pela possibilidade de ter Nickelodeon e Nick Jr. por este valor -, ou alguma das ligas esportivas presentes no serviço.

No final das contas, vale a pena conferir o serviço utilizando os 7 dias gratuitos oferecidos pela plataforma. Assim, é possível verificar se um dos plano se encaixa nos interesses do usuário ou não.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!