Bibliotecas municipais de São Paulo receberam 60 novos óculos de realidade virtual OrCam My Eye 2, que contém uma tecnologia israelense capaz de transformar textos em áudio para que pessoas com algum tipo de deficiência visual ou analfabetas possam “ler” qualquer livro.

De acordo com comunicado da Prefeitura de São Paulo na última quinta-feira (15), os óculos são destinados para as 54 bibliotecas da Coordenação do Sistema de Bibliotecas junto do Centro Cultural de São Paulo (CCSP). Os óculos de tecnologia avançada já estão presentes em bibliotecas municipais desde 2018.

Leia mais:

“Essa tecnologia é revolucionária, pois permite que qualquer pessoa que antes não tinha acesso à leitura possa ler o livro que quiser e usufruir do vasto acervo das nossas bibliotecas”, afirma a secretária de Cultura Aline Torres. “Um único par de óculos é capaz de abrir as portas de milhares de mundos diferentes”.

publicidade

A prefeitura informou que o investimento feito foi de R$ 14.900 para cada par de óculos. Ao todo, a compra dos 60 modelos totalizou R$ 849 mil.

Quais são os recursos do Orcam My Eye?

O Orcam My Eye é um dispositivo que utiliza a tecnologia de inteligência artificial que detecta automaticamente textos, sendo capaz de identificar conteúdos em texto como livros, produtos, tela de celular, cédulas de dinheiro, placas, etc, e transformá-los em aúdio.

Além da leitura de conteúdos para o usuário em áudio, os óculos têm uma tecnologia avançada que reconhece faces, o que ajuda o usuário a identificar pessoas próximas, informando características como gênero e idade aproximada.

O OrCam My Eye 2.0, a mais recente versão do dispositivo está disponível nas bibliotecas de São Paulo nos idiomas português, inglês e espanhol.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!