O Nintendo Switch, último grande lançamento entre os consoles da marca, vem mostrando o peso da idade e quedas em seu desempenho há anos. Por ser um sistema de 2017, o qual nunca recebeu uma atualização específica para a aparência e no desempenho de seus jogos, possui gráficos muito mais simples que os videogames de sua geração – e claro, fica ainda mais para trás quando comparado com os consoles mais recentes. Este tipo de comentário vem sendo frequente desde que ele foi lançado, cinco anos atrás. 

O software do Nintendo é muito estável e mostra um perfil ambicioso da fabricante, mas o hardware do Switch está indo na direção oposta. No entanto, eles continuam oferecendo suporte a este dispositivo, como era feito aos consoles anteriores, segundo o The Verge

Leia mais:

Existem rumores de que um Switch mais potente e que aguente definições em 4K esteja sendo produzido. Porém tiveram que adiar seu lançamento por falta de chips – por conta da pandemia do COVID-19. Tudo o que tivemos de confirmação até agora e que chegou ao mercado é de um dispositivo OLED, com uma tela ligeiramente maior e configurações internas similares às atuais do console da Nintendo. 

publicidade
 Foto de Cameron Faulkner / The Verge

Para a marca, é um grande erro continuar vendendo este produto com uma qualidade tão abaixo de seus concorrentes. Isso faz com que outros itens tecnológicos ganhem mais destaque do que o Nintendo Switch. Um exemplo é o Steam Deck da Valve, ele não chega a alcançar a Nintendo no números de vendas, mas provou que consegue ser mais moderno e eficaz. 

A grande diferença da Nintendo está em seus jogos exclusivos, o que faz com que seus usuários acabem escolhendo as versões da marca. O momento ideal para lançar a nova versão de seu videogame (um tipo de “Switch Pro”), seria agora no início de 2023, junto ao lançamento da continuação do jogo The Breath of the Wild , da franquia Zelda, que é adorado pelos seus jogadores e que revelou tudo o que o Switch era capaz – anos atrás.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!