Nesta semana as redes sociais foram tomadas pela notícia da morte de uma jovem de 12 anos na Argentina. Segundo a família, a adolescente morreu após tentar participar do “Desafio do Apagão” no TikTok. 

O desafio também, conhecido como “Blackout Challenge”, consiste em transmitir ao vivo ou publicar o vídeo de um enforcamento. Os participantes do desafio interrompem sua respiração utilizando cintos ou cordas e em seguida tentam escapar da “armadilha”. 

O problema é que as pessoas normalmente fazem este tipo de desafio escondido de responsáveis, dificultando a chegada do socorro em casos de urgência. Este é o caso da menina argentina que ainda é investigado pela polícia

A jovem foi encontrada morta em seu quarto na última sexta-feira (13), na cidade de Capitán Bermúdez, na província de Santa Fé. Por ora, a morte é investigada como suicídio, pois a polícia encontrou o vídeo feito pela adolescente, mas as razões ainda estão sendo apuradas. 

publicidade
TikTok
Imagem: Ti Vla/Shutterstock

A culpa é do TikTok?

Infelizmente, o caso argentino não foi o primeiro de um jovem a morrer pelo “Desafio do Apagão”. Em 2021 uma criança de 10 anos também foi vítima e a mãe dela entrou na Justiça contra a ByteDance, dona do TikTok, alegando que a plataforma recomendou conteúdo perigoso para sua filha. 

“Eles usaram seu aplicativo e algoritmo para encaminhar um vídeo de desafio de blecaute para uma criança de 10 anos”, disse o advogado da família em uma coletiva de imprensa na época.  “Algo tem que mudar, algo tem que parar porque eu não gostaria que nenhum outro pai passasse pelo que estou passando”, afirmou a mãe.

Em entrevista ao Olhar Digital, o especialista em Tecnologia e Inovação Arthur Igreja acredita que o TikTok não pode ser responsabilizado por estes casos, mas questiona o motivo por esse tipo de conteúdo seguir circulando.

Leia também!

Ao ser questionado sobre como o TikTok poderia prevenir este tipo de acidente, Igreja relatou que “a plataforma pode identificar hashtags, postagens e este tipo de vídeo para derrubar esse conteúdo e não incentivar que outros continuem fazendo”.

O que diz o TikTok? 

Ao ser questionado sobre o caso, um porta-voz do TikTok lamentou a perda. “Sentimos muito pela trágica perda desta família. A segurança da nossa comunidade é prioridade e levamos muito a sério qualquer ocorrência sobre um desafio perigoso. Conteúdos dessa natureza são proibidos em nossa plataforma e serão removidos caso sejam encontrados.”

A empresa alertou que o “Desafio do Apagão” não surgiu na plataforma e nunca foi encontrado um tipo de tendência sobre o assunto dentro do aplicativo. 

O TikTok ainda afirmou que remove conteúdos que ferem a sua política e podem incentivar atitudes nocivas aos seus usuários. A plataforma relatou que ao tomar conhecimento de “hashtags que têm o potencial de promover desafios perigosos” são tomadas medidas para rotulá-las ou bloqueá-las.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!