Pesquisadores da universidade de Northwstern Medicine desenvolveram um dispositivo que promete ajudar fumantes a abandonarem o cigarro.

  • O dispositivo consegue medir a exposição de fumantes ao monóxido de carbono;
  • Com o SmokeMon, os pesquisadores buscam entender a relação da exposição a produtos químicos e doenças ligadas ao fumo – problemas cardíacos, pulmonares, câncer, enfisemas e diabete, por exemplo;
  • Apresentando os dados sobre o consumo de tabaco, o dispositivo pode incentivar usuários a pararem de fumar.

O Smoke Mon consegue identificar o quanto de fumaça o usuário está inalando e o tempo entre as tragadas.

Leia mais:

Podemos detectar quando o cigarro está sendo aceso, quando a pessoa o leva à boca e dá uma tragada, quanto inala, quanto tempo entre as tragadas e quanto tempo fica com o cigarro na boca.

Nabil Alshurafa , professor da Northwestern University Feinberg School of Medicine.

Os pesquisadores testaram o dispositivo em 19 pessoas em 115 sessões de fumo. A partir do uso da tecnologia, eles puderam analisar o comportamento dos participantes.

publicidade
Smoke Mon em uso (Imagem: Divulgação/ Northwestern University)

Como o dispositivo pode ajudar fumantes a largar o cigarro

Com a “topografia do fumo”, o usuário que decidiu parar de fumar, mas teve alguns deslizes e deu algumas tragadas, pode ser auxiliado pelas informações do dispositivo. A ideia é prever possíveis recaídas.

Os pesquisadores acreditam que os dados do SmokeMon podem incentivar os usuários a pararem de fumar. Nabil Ashufara ressalta que os deslizes não são o mesmo que recaídas: “Uma pessoa pode aprender com os deslizes, percebendo que não falhou, apenas teve um revés temporário.”

Com informações de Northwstern Medicine.

Imagem destaque: Creative Cat Studio/ Shutterstock.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!