O Twitter anunciou na terça-feira (28) algumas mudanças em sua política de “discurso violento”. Endurecendo as regras para declarações realizadas na rede social, a plataforma baniu expressões que tenham o “desejo de prejudicar ou sentimentos semelhantes”. 

Segundo as novas regras do Twitter: 

  • Você não pode desejar, esperar ou expressar desejo de causar danos. Isso inclui (mas não se limita a) esperar que outras pessoas morram, sofram doenças, incidentes trágicos ou experimentem outras consequências fisicamente prejudiciais;
  • Você não pode ameaçar infligir danos físicos a outras pessoas, o que inclui (mas não se limita a) ameaçar matar, torturar, agredir sexualmente ou machucar alguém de outra forma; 
  • Isso também inclui ameaçar danificar casas e abrigos de civis ou infraestrutura essencial para atividades diárias, cívicas ou comerciais. 

Leia mais! 

As mudanças podem até ser cabíveis ante ao discurso de ódio que as redes sociais viabilizam, mas surpreendem, visto que a política anterior dizia exatamente o oposto, afirmando que declarações do tipo — que expressam desejo ou vontade de que alguém sofra danos físicos, entre ameaças vagas ou indiretas — não se encaixavam na política de “discurso violento”. 

publicidade

Outro ponto é o já conhecido posicionamento de Elon Musk, atual CEO do Twitter. Ele sempre sinalizou que permitiria todo discurso na plataforma, afastando acusações de censura.  

Recentemente, o Twitter suspendeu a conta de um senador americano após ele publicar uma foto de caça e entender que o conteúdo era violento. A reação reforçou que as medidas da rede para ponderar conteúdos continuam firmes — além de sugerir, novamente, que Musk pode estar refletindo sobre o que pode ou não ser divulgado na plataforma (a conta foi restabelecida depois). 

Esta não é, claro, a primeira vez que as regras do Twitter mudam, principalmente após a chegada do bilionário ao comando da empresa. A rede social não explicou os motivos para a atualização da política, mas reforçou em alguns tuítes que pode suspender contas que quebrarem as regras ou forçá-las a deletar publicações. 

Com informações do Engadget 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!