Em postagem no seu blog, “GatesNotes”, Bill Gates, fundador da Microsoft, disse que a inteligência artificial é a tecnologia mais revolucionária que já presenciou em décadas. Para o filantropo, a tecnologia será capaz de ajudar pessoas a serem mais produtivas e reduzir desigualdades no mundo.

O desenvolvimento da IA ​​é tão fundamental quanto a criação do microprocessador, do computador pessoal, da Internet e do telefone celular. Isso mudará a maneira como as pessoas trabalham, aprendem, viajam, obtêm assistência médica e se comunicam umas com as outras. Indústrias inteiras se reorientarão em torno dela. As empresas se distinguirão pela forma como usam a IA.

Bill Gates.

Leia mais:

No post, Gates explica que viu duas demonstrações de tecnologia revolucionárias. A primeira foi em 1980, quando foi apresentado a uma Graphical User Interface (Interface Gráfica do Usuário), uma precursora do Windows e demais sistemas operacionais. A segunda foi em 2022, quando se reuniu com a equipe da OpenAI e ficou empolgado com os avanços da IA.

Ele lembra que, na ocasião, lançou o desafio para a equipe de treinar uma IA para realizar uma prova de biologia que necessitava, além de fatos científicos, raciocínio crítico sobre a área. Lançado o desafio, o magnata acreditava que a prova levaria entre dois ou três anos para ser completa. No entanto, segundo ele, a equipe da OpenAI conseguiu concluir em “apenas alguns meses”.

publicidade

No futuro, Gates considera que a IA permitirá que os computadores não sejam mais controlados apontando e clicando em menus. Ao invés disso, o usuário escreverá uma solicitação para ser executada pela máquina.

Entre as mudanças que a IA pode promover, Gates citou a redução das desigualdades e a melhora na educação e na saúde.

Educação

Na educação, Bill Gates acredita que, nos próximos cinco ou dez anos, a IA irá revolucionar a forma que as pessoas ensinam e aprendem. 

Ela conhecerá seus interesses e seu estilo de aprendizagem para que possa personalizar o conteúdo que o manterá engajado. Ela medirá sua compreensão, perceberá quando você está perdendo o interesse e entenderá a que tipo de motivação você responde. Ela dará um feedback imediato.

Saúde

Além da otimização de profissionais da saúde com tarefas, como escrever anotações de consultas médicas e preencher papeladas, Gates afirma que a IA permitirá o desenvolvimento de máquinas de ultrassom alimentadas pela tecnologia. 

Além disso, ajudará os pacientes com a capacidade realizar uma triagem básica para saber como lidar com problemas de saúde e auxiliará na decisão de procurar um tratamento.

Questionamentos sobre os riscos da IA

Apesar dos aspectos positivos, o filantropo também lembra que a IA não é perfeita. Existem informações erradas e imprecisas, apresentando riscos à sociedade.

 Existe a ameaça representada por humanos armados com IA. Como a maioria das invenções, a inteligência artificial pode ser usada para fins bons ou malignos. […] Essas IAs ‘fortes’, como são conhecidas, provavelmente serão capazes de estabelecer seus próprios objetivos. Quais serão esses objetivos? O que acontece se eles entrarem em conflito com os interesses da humanidade? Devemos tentar impedir que uma IA forte seja desenvolvida? Essas perguntas ficarão mais prementes com o tempo.

Imagem destaque: lev radin / Shutterstock.com

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!