Um dos personagens mais famosos dos videogames e da cultura pop, Mario é uma daquelas figuras com que muita gente já teve contato, seja nos seus inúmeros jogos ou em outras mídias. A animação recém-chegada aos cinemas reforça a popularidade do encanador, que apareceu pela primeira vez nos games em 1981. Mesmo tão célebre, há uma série de fatos menos conhecidos sobre o mascote da Nintendo. A seguir, listamos 5 curiosidades sobre Super Mario.

Leia também:

publicidade

1 – Nem Mario nem encanador

Profissão de demolidor é uma das curiosidades sobre Mario.
Recorte da capa do jogo Wrecking Crew. Antes de ser encanador, Mario trabalhou em demolições. Imagem: Nintendo/Reprodução

Super Mario Bros., primeiro jogo do personagem, lançado em 1985, não foi a estreia dele. O baixinho bigodudo da Nintendo teve sua primeira aparição anos antes, em Donkey Kong, de 1981. Na época, o italiano ainda nem havia sido batizado, e sua profissão era outra: demolidor. Inclusive, em alguns momentos do jogo, ele utiliza uma marreta. O trabalho em demolição é mostrado também em outro game, lançado meses antes de Super Mario Bros.: Wrecking Crew (1985). Ainda que ele já tenha um nome e seu irmão Luigi como coprotagonista, sua ocupação ainda é a mesma, e o objetivo é demolir edificações.

Donkey Kong, jogo de arcade com a primeira aparição de Mario foi um grande sucesso.

2 – O verdadeiro Mario era empresário

Pouca gente sabe que o nome Mario tem inspiração em uma pessoal real.
Nome do personagem veio de um empresário norte-americano de origem italiana. Imagem: Reprodução

Outra entre as curiosidades sobre Super Mario é o fato de o seu nome vir de uma pessoa real. Mario Segale (1934-2018), um empresário do setor de imóveis, alugava o local que servia de escritório para a Nintendo América no início dos anos 1980. A companhia, que se preparava para lançar Donkey Kong, atrasou o pagamento, e o próprio Segale foi ao local fazer a cobrança. O proprietário do espaço era de origem italiana, não alto e tinha o hábito de usar suspensórios. Apesar de um tanto irritado na ocasião, Segale aceitou a promessa de pagamento feita pelo então presidente da Nintendo America, Minoru Arakawa. Posteriormente, seu nome acabou sendo aproveitado para o personagem, que ainda não havia sido batizado.

publicidade

3 – Já foi vilão antes de ser mocinho

Outra curiosidade sobre Mario: ele já foi vilão.
No jogo, Mario captura Donkey Kong, que precisa ser resgatado. Imagem: Nintendo/Reprodução

Se em Donkey Kong Mario resgatava a mocinha raptada pelo gorila, na continuação, Donkey Kong Junior (1982), o bigodudo vira o captor e aprisiona o macaco em uma jaula. Cabe a Donkey Kong Junior resgatar o pai das mãos do improvável vilão. Depois disso, Mario jamais seria um antagonista, embora permaneça com um histórico de maus-tratos contra animais, vide as inúmeras agressões às tartarugas Koopa Troopa e outras espécies nos jogos.

4 – Super Mario Bros. 2 não é exatamente Super Mario Bros. 2

Outra curiosidade sobre Mario é que seu segundo jogo não é, de fato, original.
Sequência lançada mundialmente não era continuação, mas sim uma versão modificada de outro jogo da companhia. Imagem: Nintendo/Reprodução

Apesar do sucesso mundial de Super Mario Bros. (1985), sua continuação direta não foi lançada fora do Japão. Isso porque a Nintendo America considerou que Super Mario Bros. 2 (1986) tinha um nível de dificuldade muito elevado, o que poderia desagradar o público. Muito parecido com o primeiro jogo, a sequência tem fases um tanto mais difíceis e, por vezes injustas.

publicidade

Assim, a solução encontrada para oferecer uma opção mais acessível foi modificar o jogo Yume Kōjō: Doki Doki Panic, já lançado no Japão. No entanto, os personagens jogáveis originais do título foram substituídos pelos do universo de Mario, incluindo Toad, Peach e Luigi. Por isso, nenhum dos inimigos vistos no título original aparecem neste game, bem distinto de Super Mario Bros. Anos depois, em 1993, a sequência original foi lançada no ocidente com Super Mario Bros.: The Lost Levels, como se fossem fases extras do primeiro. Por sua vez, a releitura norte-americana foi lançada depois no Japão como Super Mario Bros. USA.

5 – Foi o primeiro personagem dos games adaptado para o cinema

Filme com atores foi um fracasso de bilheteria. Crédito: Buena Vista Pictures

Se hoje adaptações dos videogames são relativamente comuns no cinema e na televisão, não devemos esquecer que houve um pioneiro. No entanto, a própria Nintendo prefere esquecer. Afinal, Super Mario Bros. (1993) fracassou de forma retumbante nas bilheterias. Com uma mistura caótica de ficção científica, fantasia e uma estética trash, o longa lembra pouco o universo dos games. Ainda assim, há quem considere a obra um clássico cult. Independentemente de julgamentos, o filme inaugura um filão altamente rentável na atualidade. Assim, é possível dizer que o filme é um marco do audiovisual.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!