Fãs de filmes de terror podem estar animados com a chegada de O chamado 4 aos cinemas do Brasil, no dia 28 de abril. Afinal, passaram-se cinco anos desde a estreia de O chamado 3 (2017), tempo o bastante para os cinéfilos ficarem com saudade. Porém, um alerta: o lançamento não é exatamente uma continuação da trilogia. Pelo contrário, passa longe disso.

Leia também:

publicidade

Na verdade, o filme que foi batizado no Brasil de O chamado 4 tem como título original Sadako DX, um longa-metragem japonês lançado em 2022. Por sua vez, esta produção japonesa é uma comédia de terror que acompanha uma adolescente tentando se safar de Sadako, um espírito de vingança que se propaga pelas redes sociais. Soa familiar?

Apesar de trazer o subtítulo “Samara ressurge”, filme não é, de fato, continuação de “O chamado”.

Esta Sadako que aparece em O chamado 4 é a antagonista da franquia de terror japonesa The ring, que foi adaptada por Hollywood na série de filmes O chamado. Na versão norte-americana, Sadako foi batizada de Samara.

publicidade

Assim, este O chamado 4 não nem mesmo uma continuação da saga The ring, mas uma espécie de reimaginação cômica com a versão original japonesa de Samara. Logo, também não tem nenhuma relação direta com os filmes da trilogia O chamado.

A decisão de batizar Sadako DX no Brasil como O chamado 4 é uma tentativa de criar uma associação entre o recente filme japonês e a série de longas norte-americanos que fez sucesso por aqui.

publicidade

The ring: o verdadeiro O chamado

O chamado foi inspirado na série japonesa The ring.
The ring: série cinematográfica japonesa teve início em 1998. Imagem: Toho/Divulgação

Nem todo mundo sabe que a saga O chamado é uma adaptação norte-americana da franquia The ring. O original japonês tem não apenas filmes, mas também séries de TV, livros, mangás e até jogos de videogame.

O primeiro longa japonês, Ring (ou Ringu) saiu em 1998. A premissa é a mesma apresentada em O chamado. Diversas pessoas morrem misteriosamente após verem uma fita VHS com imagens assustadoras de uma garota com cabelos que encobrem o rosto. Em seguida, quem assistiu ao vídeo recebe uma ligação que anuncia sua morte para dali a sete dias.

publicidade

A figura bizarra que aparece nos vídeos é Sadako Yamamura, o espírito de uma jovem que foi assassinada. Nos remakes norte-americanos da série, a personagem foi batizada de Samara Morgan.

O chamado: a versão norte-americana

O Chamado (2002)
Samara, a grande antagonista de O chamado. Imagem: © 2002 – DreamWorks LLC – All Rights Reserved

Ainda que a série The ring tenha muitos fãs, a versão da história que ficou mais popular no ocidente foi apresentada nos remakes norte-americanos. O primeiro filme, O chamado, saiu em 2002, tendo como protagonista Naomi Watts e direção de Gore Verbinski. É uma refilmagem bastante fiel do longa japonês de 1998. Aliás, o primeiro O chamado está disponível na HBO Max, enquanto Ring está no catálogo do Looke.

O chamado 2 (2005), continuação direta do anterior, traz de volta Naomi Watts como protagonista e tem direção de Hideo Nakata, o diretor responsável por Ring e algumas das suas continuações. Apesar de trazer o realizador japonês para o comando, este filme não é um remake de nenhum dos filmes originais. Também está disponível na HBO Max.

Já o terceiro filme, O chamado 3 (2017) é uma espécie de reboot da franquia norte-americana. Não descarta necessariamente o que veio antes, mas ignora alguns pontos da trama do segundo longa e dá maior destaque às origens de Samara. Com direção de F. Javier Gutiérrez, também pode ser visto no HBO Max.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!