Uma estrada construída há milhares de anos foi descoberta no fundo do Mar Adriático – um pequeno golfo que faz parte do Mar Mediterrâneo. Segundo arqueólogos da Universidade de Zadar, na Croácia, os restos dessa trilha da Idade da Pedra foram encontrados no sítio neolítico submerso de Soline, localizado na costa de uma ilha croata chamada Korčula. 

Ainda de acordo com os pesquisadores, ela ligava a ilha a um assentamento que ficava em uma massa de terra artificial, agora posicionada entre quatro a cinco metros abaixo do nível do mar.

publicidade
https://www.facebook.com/100057568843427/videos/pcb.708083064453982/232042409471981

Soline foi visto pela primeira vez em 2021, quando os arqueólogos estavam examinando imagens de satélite das águas ao redor da ilha. Depois de notar uma característica incomum no fundo do mar, eles mergulharam para observar de perto.

Enquanto exploravam, os pesquisadores se depararam com as muralhas de um antigo assentamento que parecia estar conectado à ilha principal por uma estreita faixa de terra. Agora debaixo d’água, acredita-se que o local tenha sido construído pela cultura neolítica de Hvar, que ocupava o Adriático oriental.

publicidade
Vista aérea do sítio neolítico de Soline, onde a estrada foi descoberta. Crédito: Universidade de Zadar

Embora a datação por carbono indique que os artefatos orgânicos de Soline tenham cerca de 4,9 mil anos, os estudiosos dizem que a estrada recém-descoberta é provavelmente mais velha – tendo, aproximadamente, sete mil anos.

Com cerca de quatro metros de largura, a estrada foi feita de lajes de pedra cuidadosamente empilhadas, que estavam enterradas sob camadas de lama no fundo do mar.

publicidade

Leia mais:

Outra estrada da Idade da Pedra foi encontrada recentemente

De acordo com um comunicado, a passarela pavimentada sobreviveu por milênios graças ao fato de que a costa croata é pontilhada com ilhas que protegem a região de grandes ondas.

publicidade

Ao anunciar a descoberta da estrada neolítica, os pesquisadores também revelaram detalhes de sua pesquisa em andamento ao redor da Baía de Gradina, no lado oposto de Korčula. Lá, a equipe identificou um segundo assentamento submerso em uma profundidade semelhante à de Soline, quase idêntico ao local descoberto há dois anos.

As escavações iniciais dessas ruínas subaquáticas encontraram lâminas de sílex, machados de pedra e fragmentos de mós (pedras de moinho). Assim como os objetos encontrados em Soline, esses itens recém-descobertos também parecem estar associados à cultura de Hvar.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!